Conecte-se conosco

    Cidades

    Funcionário de terceirizado da PMT morre ao cair de poste

    Publicado

    em

    Funcionário de terceirizado da PMT morre ao cair de poste

    Um funcionário da concessionária Teresina Luz, prestadora de serviço de iluminação para Prefeitura de Teresina, morreu na manhã desta quarta-feira (1º), ao fazer manutenção de iluminação pública no bairro Bela Vista, zona Sul de Teresina.

    De acordo com informações da Polícia Militar, o funcionário estava realizando reparos no local quando teria se desequilibrado. A vítima caiu da escada e sofreu uma forte pancada na cabeça.

    O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e encaminhou a vítima ao Hospital de Urgência de Teresina. Ele foi atendido por uma equipe médica, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

    A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) divulgou nota a respeito do caso onde informou que o funcionário utilizava todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) exigidos por lei para execução do serviço.

    Veja a nota da Semduh:
    A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh) informa que, através da concessionária Teresina Luz, tomou conhecimento de que um funcionário da empresa terceirizada que presta serviços à Teresina Luz, morreu após um acidente de trabalho, na manhã de hoje.

    A Teresina Luz, que é a empresa responsável pela iluminação pública de Teresina, informou à Semduh que o funcionário utilizava todos os equipamentos de proteção individual (EPIs) exigidos por lei para a execução do serviço.

    O funcionário foi socorrido imediatamente e passou por cirurgia, mas veio a óbito ainda na manhã do dia 1°.

    A Semduh esclarece que o contrato de PPP entre a Prefeitura de Teresina e a empresa Teresina Luz permite a subcontratação de empresas por parte da concessionária para a execução do serviço.

    A Prefeitura de Teresina está acompanhando o caso para garantir que a concessionária dê o devido apoio à família enlutada.

    Da Redação
    Foto: Rede social

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Banca de Jornal

    Propaganda