Conecte-se conosco

Esporte

Flamengo é eliminado da Libertadores nos pênaltis

Publicado

em

Após dois empates por 1 a 1, Flamengo e Racing decidiram nos pênaltis a vaga às quartas de final da Libertadores. Com defesa de Arias na cobrança de Arão, os argentinos deixaram o Maracanã festejando a vaga.

Aos 19 da etapa final, Sigali abriu o placar que dava a vitória aos argentinos no tempo normal. Nos acréscimos, Arão, que desperdiçaria sua batida minutos depois, subiu mais alto e deixou tudo igual, levando a disputa para as penalidades. O Fla jogou mais de 30 minutos com 10, já que Rodrigo Caio foi expulso e dificultou a missão rubro-negra.

Eliminado da Copa do Brasil e fora da competição continental, os rubro-negros só têm o Brasileiro como tábua de salvação até o fim da temporada. O novo tropeço irá aumentar a temperatura na Gávea e a pressão por resultados irá crescer. Com o departamento de futebol em xeque, os próximos dias serão de turbulência e discussões sobre o futuro. Agora, a equipe junta os cacos para enfrentar no sábado (5) o Botafogo, às 17h, no Nilton Santos.

Flamengo não aproveita chances
O Flamengo controlou totalmente as ações da partida, mas fez o seu torcedor manter a respiração presa até o fim. A equipe sufocou o adversário desde o seu campo de ataque, mas faltou agredir mais o gol argentino. Apesar das boas tramas criadas, o time não foi efetivo na hora de matar o jogo. Pesou contra os donos da casa a atuação do goleiro Arias, que fez intervenções decisivas. Nos acréscimos e na base do abafa, Arão marcou e renovou as esperanças.

Racing se fecha e quase mata o jogo
O Racing veio ao Maracanã com uma proposta um pouco mais cautelosa e apostou nos espaços deixados pelo Flamengo para contra-atacar, especialmente no primeiro tempo. Os argentinos chamaram o rival para o seu campo de olho em uma retomada rápida e uma bola esticada nas costas da zaga. Na etapa final, os visitantes mantiveram uma postura conservadora, mas se aproveitaram de uma bola parada para marcar.

Vitinho cria e desperdiça
Sem Gabigol e com Pedro voltando de lesão, Vitinho foi o escolhido por Ceni para iniciar o jogo. O camisa 11 auxiliou na recomposição, roubou bolas, criou chances, mas desperdiçou todas elas. O jogador colecionou bonitos dribles e chapéus, porém falhou ao receber passe açucarado de Arrascaeta. Cara a cara com Arias, ele chutou para fora. Ele ainda esteve perto de marcar, mas o goleiro fez defesa difícil após desvio

Fonte: Folhapress
Foto: Instagram/Flamengo

Banca de Jornal

Propaganda