A empresária e fisioterapeuta Francisca Danielly Mesquita Medeiros, acusada de manter a a afilhada Janaína dos Santos Ferreira em cárcere privado e em condição análoga à de escravidão por 15 anos vai cumprir prisão domiciliar. A decisão foi desembargador Sebastião Ribeiro Martins, do Tribunal de Justiça do Piauí.

Medidas cautelares
Como medidas alternativas à prisão, Francisca Danielly será monitorada por tornozeleira eletrônica e deverá comparecer periodicamente em Juízo.

Indiciamento
Francisca Danielly Mesquita Medeiros foi indiciada pela Polícia Civil do Piauí pelos crimes de sequestro e cárcere privado, tortura e redução à condição análoga a de escravo. No relatório final do inquérito policial, o delegado Odilo Sena, do 6º Distrito Policial, relata que Francisca Danielly se utilizou da ingenuidade dos pais de Janaína Ferreira para que conseguisse tirá-la de sua casa, no interior do Maranhão, e trazê-la para Teresina.

Da Redação
Foto: Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *