Conecte-se conosco

Esporte

Em teste pré-Libertadores, Corinthians perde para a Inter de Limeira

Publicado

em

O Corinthians reprovou no último teste antes do decisivo jogo contra o Guaraní, pela Copa Libertadores. Na tarde de hoje (09), com uma formação sem seis titulares e desfalcado do suspenso Janderson, o clube comandado por Tiago Nunes perdeu por 1 a 0 para a Inter de Limeira, pela quinta rodada do Paulistão. O time de Elano chegou à vitória com gol de Tcharlles, aos 42min da primeira etapa.

O resultado negativo deixa o Corinthians com sete pontos e na segunda colocação do Grupo D do Estadual. A Inter de Limeira, por outro lado, alcançou os nove pontos e virou momentaneamente a líder da chave C, superando Mirassol e São Paulo – o clube tricolor ainda entra em campo neste domingo para encarar o Santo André.

Depois do compromisso deste fim de semana, o Corinthians enfrenta a primeira grande decisão do ano. Na quarta-feira (12), a partir das 21h30 (de Brasília), a equipe de Tiago Nunes encara o Guaraní, do Paraguai, pelo jogo de volta da segunda fase qualificatória da Copa Libertadores, sob a pressão de ter que reverter o resultado.

Na ida, semana passada em Assunção, os paraguaios venceram por 1 a 0 e agora obrigam o Corinthians a vencer por uma diferença de dois gols para seguir para a próxima fase. Novo 1 a 0, mas favorável ao Corinthians, leva a decisão para os pênaltis. Empate ou derrota por um gol, desde que anote gols em Itaquera, favorecem o Guaraní.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, a equipe comandada pelo técnico Tiago Nunes jogará o clássico diante do São Paulo, fora de casa, e a vitória é importante para que o time tente alcançar a liderança do grupo. Já a Inter de Limeira atuará em casa, diante do Santo André, sendo que os três pontos são fundamentais para que os comandados de Elano possam manter as esperanças de garantir uma vaga na próxima fase da competição.

Quem foi bem: Lucas Braga
O jogador da Inter de Limeira foi a principal alternativa ofensiva da equipe de Elano em Itaquera. Saiu dos pés dele a jogada do primeiro gol dos visitantes. Antes, uma arrancada impressionante só parou nas mãos do goleiro Cássio, quando o Corinthians ainda dominava o jogo deste domingo.

Quem foi mal: Madson
Candidato a uma vaga no time titular para a decisão de quarta-feira, o jovem Madson sentiu o peso de atuar na Arena e pouco colaborou para um jogo ofensivo pobre do Corinthians. Erros de decisão prejudicaram o setor pela direita, mais usado no segundo tempo.

Fonte: Folhapress
Foto: Marcos Ribolli

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Cruzeiro vence Atlético-MG em clássico do centenário

Publicado

em

O primeiro clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG de 2021, e que marcou 100 anos de disputas entre os dois clubes, terminou com a vitória celeste por 1 a 0. O gol do jogo no Mineirão foi marcado por Airton, aos 16 minutos do segundo tempo. No final da partida, William Pottker e Hulk ainda se estranharam e acabaram expulsos. Com o resultado, a Raposa foi aos 17 pontos. O Galo permanece com 21 pontos na liderança, mas pode ver a distância diminuir no topo do Campeonato Mineiro.

Os dois tempos do jogo foram bem distintos. No primeiro, partida morna, com baixíssima intensidade e pouca emoção. Na etapa final, a partida melhorou e teve boas oportunidades para os dois lados. Mesmo com um time tecnicamente pior, o Cruzeiro mostrou mais interesse em toda a partida diante de um rival “tranquilo” na maior parte do tempo e anulado em seu ataque.

Quem foi bem: Sobis lidera ataque do Cruzeiro
Rafael Sobis não foi o cara da partida, mas sua experiência foi muito importante para o Cruzeiro sair vitorioso. Sua agilidade para servir Airton garantiu o único gol do jogo. Méritos também para Fábio, que fez um milagre quando o jogo ainda estava empatado.

Quem foi mal: Hulk entra mal e acaba expulso
Hulk entrou mal no segundo tempo e também ficou abaixo das expectativas, assim como o restante do time alvinegro. Bastante pilhado, acabou expulso nos acréscimos da partida.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Flamengo vence Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa

Publicado

em

Um jogaço, digno das duas melhores equipes do país. Com direito a golaços, muitas chances de ambos os lados e disputa de pênaltis, o Flamengo venceu o Palmeiras nas cobranças por 6 a 5 — após empate em 2 a 2 no tempo normal — e sagrou-se bicampeão da Supercopa do Brasil no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Os gols foram marcados por Raphael Veiga (2) para o Palmeiras – sendo um deles uma pintura – e Gabigol e Arrascaeta para o Flamengo.

Em 2020, o Rubro-Negro já havia sido campeão da competição ao vencer o Athletico-PR por 3 a 0. A Supercopa do Brasil reúne os vencedores do Brasileiro e da Copa do Brasil da temporada.

Na próxima semana, o Flamengo vira a chave para o Campeonato Carioca, onde tem pela frente o clássico com o Vasco na quarta-feira (14), mesmo dia em que o Palmeiras decide a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG).

Os melhores – Arrascaeta e Veiga maestros
Arrascaeta, pelo Flamengo, e Raphael Veiga, pelo Palmeiras, comandaram suas equipes e, além dos bonitos gols, foram os grandes articuladores de jogadas.

Os piores – Arão e Luan falham
Willian Arão falhou no gol de Raphael Veiga ao sofrer um drible desconcertante e também deixou espaços na defesa em outros lances. Já Luan deu um bote errado no gol de Gabigol.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Nunes Marques lidera divergência e solturas autorizadas por Gilmar são revertidas

Publicado

em

Com a relação agravada pelo embate sobre a realização de cultos e missas presenciais em todo o país, durante a pandemia, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Kassio Nunes Marques e Gilmar Mendes divergiram novamente. Ao contrário do caso das celebrações religiosas, desta vez, Nunes Marques saiu na frente.

Na análise de três habeas corpus na Segunda Turma da Corte, ele divergiu de Gilmar e se posicionou pelo restabelecimento da prisão cautelar de Arthur Pinheiro Machado, Josemar Pereira e Luiz Arthur Andrade Correia, todos alvos de operações de combate à corrupção.

O posicionamento de Nunes Marques foi seguido pelos ministros Cármen Lúcia e Edson Fachin.

Dessa forma, as decisões a favor da soltura dos investigados autorizadas por Gilmar Mendes acabaram sendo revertidas. O único que se posicionou ao lado de Gilmar nesses casos foi o ministro Ricardo Lewandowski.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular