Conecte-se conosco

    Cidades

    Dom Jacinto pede que Igreja tenha tratamento igualitário a outros setores

    Publicado

    em

    Dom Jacinto pede que Igreja tenha tratamento igualitário a outros setores

    O arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, fez um apelo nesta terça-feira (16) para que a Igreja receba tratamento igualitário diante dos outros setores da sociedade quando novas medidas sanitárias forem anunciadas.

    De acordo com o decreto emitido pelo governo do estado no último sábado (13), fica suspensa a participação presencial das comunidades nos atos litúrgicos de 18 a 21 de março (de quinta a domingo). Durante este período, a comunidade deve acompanhar as celebrações por meio das redes sociais.

    “Passados esses dias, possivelmente haverá uma nova disposição e como é de se esperar, o shopping, os estabelecimentos comerciais, bares e restaurantes, bem como o comércio de modo geral e outros estabelecimentos, voltarão a funcionar, seja com horários reduzidos, seja com número reduzido de pessoas. Então, eu faço respeitoso apelo às nossas autoridades para que olhem as nossas igrejas com o mesmo olhar com que olham as necessidades do comércio, dos bancos, etc”, disse.

    Dom Jacinto afirma que as igrejas seguem, desde o início da pandemia, os protocolos para funcionamento seguro tais como distanciamento, marcações nos bancos, higienização e disposição de álcool em gel para os fiéis durante as celebrações.

    “Volto a pedir respeitosamente às autoridades que ao fazerem novas orientações levem em conta de que nós, enquanto igreja, precisamos ser tratados do jeito que os bancos, os estabelecimentos comerciais e outras atividades socioeconômicas”, enfatizou.

    O Arcebispo ainda destaca que durante o período mais crítico da pandemia no ano passado as igrejas estavam fechadas e que não foram responsáveis por espalhar o novo coronavírus.

    “Exorto a todos que agora estão me ouvindo que observem os decretos governamentais, mas ao mesmo tempo estejam atentos a solicitar de uma maneira firme, convicta e confiante os direitos que a igreja tem de funcionar como as outras coisas funcionam dentro dos regulamentos sanitários”, pontuou.

    Dom Jacinto pediu para que os fiéis mantenham a esperança.

    “Desejo a todos que possam ter no dia de São José, grande protetor da igreja e todo o mundo, um dia de esperança e confiança, ele que foi o homem da providência que interceda junto ao Senhor para que possamos o mais breve possível ter dias melhores. Nossa confiança não esmoreceu, nossa fé se acende, se fortalece Naquele que é nossa força e nossa única esperança, Jesus Cristo nosso Senhor”, finaliza.


    Com informações da Ascom

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular