O diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas (HGV), Davyd Teles Basílio, pediu exoneração do cargo nesta terça-feira (23). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da unidade de saúde.

De acordo com a nota divulgada pelo HGV, Davyd alegou problemas pessoais. Além dele, também pediu demissão do cargo o diretor técnico, Brenno de Sousa.

“Davyd Basílio esteve à frente da direção do HGV por cinco meses. O afastamento, segundo ele, deve-se a compromissos familiares”, informou a nota.

Confira a nota do HGV:
Alegando problemas pessoais, o diretor-geral do HGV, Davyd Basílio, pediu exoneração do cargo na manhã desta terça-feira (23) .

Davyd Basílio esteve à frente da direção do HGV por cinco meses. O afastamento, segundo ele, deve-se a compromissos familiares.

O diretor técnico, Brenno de Sousa, também pediu afastamento do cargo.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *