O deputado estadual Gessivaldo Isaías (Republicanos) apresentou na segunda-feira (10) na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) projeto de lei que cria o Programa Estadual de Vigilância e Monitoramento nas Escolas. São previstos três eixos de ações: monitoramento das Escolas por Câmeras; implementação de um Plano de Evacuação em Situação de Risco; e Segurança Armada, a ser realizada por policiais militares em seus horários de folga ou policiais da reserva da corporação.

De acordo com Gessivaldo Isaías, o Estado não pode cruzar os braços diante da violência crescente no ambiente escolar.

“Estamos tristes com o que está acontecendo nas escolas. O que antes era uma realidade que víamos apenas nos Estados Unidos, está virando rotina no Brasil. Só este ano foram dois tristes ataques que ceifaram a vida de professores e alunos. Fui procurado por professores, alunos, pais e profissionais da educação que temem por suas vidas. Precisamos dar uma resposta”, argumenta.

O projeto define que o Estado pode utilizar a estrutura de videomonitoramento que já existe em algumas escolas, expandindo para as demais, bem como contratar policiais militares do Núcleo da Reserva Remunerada e comprar folgas de policiais militares da ativa através da Gratificação de Operações Planejadas.

Gessivaldo Isaías explica que a segurança armada poderá ser realizada por segurança privada ou a partir da estrutura já existente da Polícia Militar do Piauí.

“Já existe a previsão legal de policiais militares da reserva através do Núcleo da Reserva Remunerada, bem como também existe a compra da folga dos policiais da ativa através da Gratificação de Operações Planejadas. É só colocarmos em prática e implementarmos em nossas escolas”, completa.


Com informações da Alepi

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *