Conecte-se conosco

    Esporte

    Defensa y Justicia vence o Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Recopa

    Publicado

    em

    Defensa y Justicia vence o Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Recopa

    O Defensa y Justicia (ARG) conquistou na madrugada desta quinta-feira (15) a Recopa Sul-Americana 2021 numa final marcante, com drama, briga e desfecho imprevisível, O clube argentino havia perdido por 2 a 1 para o Palmeiras em Buenos Aires, mas devolveu o resultado em Brasília (DF) e, após prorrogação, conquistou o título nos pênaltis. Luiz Adriano e Weverton perderam cobranças pelo Palmeiras.

    O time comandando por Sebastián Beccacece foi superior durante boa parte do jogo, mas só conseguiu a virada aos 48 do segundo tempo após sair atrás. O gol nos acréscimos levou a partida para a prorrogação que decorreu sem alterações no placar. Nos pênaltis, os argentinos levaram a melhor.

    O Palmeiras jogou metade do segundo tempo com um jogador a menos, após o lateral Viña ser expulso. O número de jogadores em campo foi igualado na prorrogação, quando Braian Romero recebeu o vermelho após confusão com o banco do Verdão aos oito minutos.

    Aliás, a briga fora de campo e a derrota nas penalidades reprisam de certa forma o revés sofrido pelos palmeirenses na disputa da Supercopa do Brasil com o Flamengo, no domingo, também em Brasília.

    O Palmeiras volta a campo já nesta sexta-feira (16), às 22h, no Allianz Parque, quando terá pela frente o clássico contra o São Paulo pela quinta rodada do Campeonato Paulista.

    O melhor: Rony
    Cavaleiro solitário no ataque palmeirense, Rony sofreu o pênalti convertido por Raphael Veiga no tempo normal. Depois, sofreu novo pênalti na prorrogação, dessa vez desperdiçado por Gustavo Gómez, em defesa do goleiro Ezequiel Unsain. Rony foi o jogador mais perigoso do Palmeiras durante a partida, sempre dando opção para puxar o contra-ataque em velocidade.

    O pior: Viña
    O lateral-esquerdo do Palmeiras sofreu durante a partida para marcar principalmente as descidas de Pizzini. Aos 22 da segunda etapa, perdeu a cabeça em lance no ataque e chutou Frías quando os dois caíram no gramado. A agressão foi punida com cartão vermelho.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular