O Comitê de Operações Emergenciais (COE), da Prefeitura Municipal de Teresina, decidiu nesta sexta-feira (3) manter a flexibilização do uso de máscaras para locais fechados ou ambientes abertos com aglomeração de pessoas. A reunião contou com a presença do presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, e dos infectologistas Walfrido Salmito e Kelson Eulálio.

Na reunião, foi apresentado que o número de novos casos e internações está baixo, ao mesmo tempo em que o sistema de saúde não enfrenta pressão ou aumento do atendimento por outras doenças respiratórias.

Para Gilberto Albuquerque, da FMS, Teresina teve bons índices de vacinação contra covid-19

“Teresina teve o melhor índice de vacinação do Brasil e isso nos garante uma certa proteção. Claro, precisamos de reforçar que é necessário ter a terceira e quarta dose no braço porque parece que ainda está fraco em adesão. Nossa população tem uma vantagem na vacinação e garante uma imunidade mais segura que outras regiões que estão enfrentando aumento de casos”, comentou.

O infectologista Walfrido Salmito informou que as pessoas com comorbidades ou problemas respiratórios  devem continuar com uso de máscaras.

“Pacientes idosos ou que tenham comorbidades, problemas respiratórios ou com Covid positivo devem continuar usando a máscara, bem como os contatos desses pacientes. Quanto ao restante, não temos números que nos dê suporte na cidade para essa mudança”, acrescentou Walfrido Salmito.

Da Redação
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *