A cidade de Sanbao, que fica na região de Xinjiang, no oeste da China, registrou um recorde nacional de temperatura de 52,2°C, no mesmo dia em que enviado climático dos EUA, John Kerry, se reuniu com seu colega chinês, Xie Zhenhua, em Pequim.

Segundo afirmou a Administração Meteorológica da China em comunicado, o registro quebrou o recorde anterior de 50,6°C, estabelecido em julho de 2017. No domingo (16), autoridades da região pediram aos trabalhadores e estudantes para ficarem em casa e ordenaram que veículos oficiais borrifassem água nas principais vias. Em Turpan, cidade que fica nos arredores de Sanbao, a superfície do solo chegou a 80°C, de acordo com o CMA.

Em sua visita oficial ao país, as conversas entre John Kerry, enviado especial dos EUA para mudanças climáticas, e Xie Zhenhua se concentrarão em questões como a redução das emissões de metano, limitação do uso de carvão, contenção do desmatamento e ajuda aos países pobres para lidar com as mudanças climáticas. Segundo observadores, a agenda também deve incluir as objeções da China às tarifas dos EUA e outras restrições às importações de componentes de baterias e painéis solares chineses.

Ambos os países dizem que devem ser capazes de colaborar no combate às mudanças climáticas, independentemente de outras divergências. As negociações entre os EUA e a China costumam impulsionar as negociações climáticas globais, incluindo o estabelecimento das bases para o acordo climático de Paris em 2015.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *