Charles Leclerc, da Ferrari, conseguiu o melhor tempo (1min49s412) no treino classificatório e largará em primeiro no GP de Cingapura amanhã. Sergio Pérez, da Red Bull, ficou em segundo, com Lewis Hamilton da Mercedes em terceiro. Max Verstappen, que pode ser campeão já amanhã, largará apenas em oitavo, depois de uma volta ruim no Q3.

O holandês saiu da pista irritado com a Red Bull, que o chamou aos boxes antes de ele completar a volta final. Ele pode ser campeão já neste domingo, desde que vença a corrida e que haja uma combinação de maus resultados de Leclerc e Pérez.

De acordo com a repórter Julianne Cerasoli, o motivo da irritação de Verstappen foi um suposto erro que a Red Bull teria cometido no cálculo do combustível da última volta. O piloto explicou que foi chamado aos boxes porque ficou sem combustível na parte final do treino. “É extremamente estúpido”, disparou ele.

O treino no circuito de rua de Cingapura, que aconteceu depois de uma forte chuva no país asiático, foi marcado pela mudança na umidade da pista, o que levou os pilotos e as equipes a mudarem a estratégia de pneus ao longo do evento. Verstappen arriscou na classificação e abortou sua penúltima volta para tentar tudo no último momento possível, quando a pista estava mais seca e em melhores condições. Ele só não contava com o chamado da equipe antes da hora.

A Red Bull confirmou que chamou o piloto porque, se ele completasse a volta, ficaria sem combustível para a amostra que precisa ser entregue para a organização da prova, o que acarretaria em punição.

O GP de Cingapura está marcado para as 9h (de Brasília) de amanhã.

Fonte: Folhapress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *