A Confederação Brasileira de Ftebol (CBF) confirmou que já tem um acordo verbal com o técnico Carlo Ancelotti para ser o técnico da seleção a partir do meio de 2024, com a possibilidade de chegada anterior. O acerto foi comunicado ao Real Madrid em reunião. Nenhuma das partes confirmará o negócio por ele ter o contrato em vigor com o time espanhol.

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, teve este ano encontros com Ancelotti em países diferentes. Tudo foi feito em sigilo, pois o dirigente respeitava o contrato com o Real. Ele já tinha recebido garantias do treinador de que aceitaria assumir a seleção antes mesmo de viajar à Europa.

Durante a estadia na Espanha, Ednaldo tentava uma liberação imediata do treinador italiano. Também houve uma consolidação do acordo com Ancelotti.

Nos últimos dias, Ednaldo teve um reunião com o CEO do Real Madrid, José Ángel Sánchez, em que comunicou o acerto com o treinador italiano e perguntou sobre uma liberação imediata. O Real Madrid não o liberou neste momento, mas não se opôs a saída dele no final do contrato.

A CBF sabia que o treinador não romperia seu contrato. Com isso, Ancelotti não vai falar do assunto e só vai comunicar oficialmente sua saída do time espanhol em janeiro de 2024. No cenário atual, assume no meio de 2024.

Em suas conversas, Ednaldo também acertou com o treinador italiano que, se por algum motivo ele sair antes do Real Madrid, assumirá de imediato a seleção brasileira.

O acordo entre CBF e Ancelotti, por enquanto, é só verbal. Não houve nenhuma conversa sobre salários, nem contrato. Mas Ednaldo Rodrigues acredita ter todas as garantias de que o treinador cumprirá o acordo.

Da Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *