Conecte-se conosco

    Cidades

    Caso Izadora: João Paulo é absolvido e Maria Nerci é condenada a 19 anos e meio de prisão

    Publicado

    em

    Caso Izadora: João Paulo é absolvido e Maria Nerci é condenada a 19 anos e meio de prisão

    O jornalista João Paulo Mourão foi absolvido da acusação de ter assassinado a própria irmã, Izadora Mourão, a facadas no dia 13 de fevereiro de 2021, em Pedro II. O júri decidiu por quatro votos contra três para absolvição do réu.

    Ja Maria Nerci, mãe de Izadora, foi condenada a 19 anos e meio de prisão, por homicídio triplamente qualificado, e possivelmente deverá cumprir em prisão domiciliar, como já está há quase um ano.

    Durante o julgamento, Maria Nerci sustentou a versão de que matou a filha por desavenças envolvendo as finanças da família. Ela informou que a advogada teria ameaçado cancelar sua aposentadoria no dia do crime. Mesmo após terem discutido, Izadora entrou na casa da mãe e foi dormir no quarto do irmão João Paulo. A mulher esperou a filha cair no sono e a esfaqueou, de acordo com sua própria versão.

    A sessão começou por volta das 7h da manhã de quarta-feira (16) e finalizou apenas às 23h15min, após depoimento das testemunhas e advogados de acusação e defesa. O julgamento ocorreu na 2ª Vara Criminal de Pedro II, em sessão presidida pelo juiz Diego Ricardo Melo de Almeida.

    Relembre o crime
    A advogada Izadora Mourão, de 41 anos, foi encontrada morta no dia 13 de fevereiro de 2021 dentro de sua residência na cidade de Pedro II, distante a 167 km ao Norte de Teresina. A mulher foi morte com um golpes de faca no pescoço e no peito.

    Da Redação

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular