A concessionária CS Grãos do Piauí, controlada pela CS Infra, empresa do Grupo SIMPAR (SIMH3), tem realizado continuadamente uma série de intervenções no trecho da rodovia PI-397 (Transcerrados). O impacto positivo dessas melhorias, que iniciaram em 2022, já tem surtido efeito positivo para muitos motoristas e caminhoneiros que trafegam diariamente pela rodovia. Mais rapidez, uma vez que agora há uma redução média de 3 horas na realização do percurso, assim como segurança e suporte são pontos centrais relatados pelos usuários da autovia.

Para o caminhoneiro João Manoel, que percorre há anos esse trecho, a rodovia sempre exigiu reformas que facilitassem o tráfego, uma vez que os prejuízos incluíam demora e desgaste de equipamentos importantes dos veículos. Segundo ele, hoje a rodovia já “melhorou em 100%”, destaca. João explica, que realizava o percurso de mais ou menos 30km no intervalo médio de 5 horas, e agora, o percurso pode ser feito em 2 horas, “sem contar a economia de combustível”, relata o caminhoneiro. Antes, o carro não atolava ou quebrava. Esse ano, teve uma ótima melhora e ficamos muito felizes, porque abrange todo mundo”, comemora, satisfeito. As intervenções já realizadas têm contribuído com uma redução de risco de acidentes, até então tão comuns no local, assim como, o abandono de veículos, refletindo diretamente na segurança da via.

Quem também compartilha da mesma experiência positiva é o caminhoneiro Luís Paulo. Ele destaca que a Transcerrados está em um de seus melhores anos.

“Anteriormente, não conseguíamos entrar nessa estrada de maneira tranquila. Agora já melhorou bastante”, expressa. Já para o caminheiro José Ferreira, as intervenções feitas até o momento trazem grande otimização do percurso e economia. “Ano passado, trafegava em 5 horas, hoje faço em uma média de 2 a 3 horas”, comenta.

A rodovia Transcerrados (PI-397) já recebeu mais de R$70 milhões em investimentos e apresenta grandes melhorias que impactam no conforto e segurança dos usuários. De acordo com o diretor executivo da CS Infra, Guilherme Dias, trata-se de uma obra que prevê uma série de intervenções que contribuem para o estado. Além da significativa melhora no trânsito, haverá um impacto favorável na economia e no agronegócio. “Um exemplo é a base de Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), suporte 24 horas para qualquer eventualidade na rodovia, por meio do Centro de Controle Operacional (CCO), e outros serviços indispensáveis para quem busca economia de tempo e maior produtividade”, ressalta.

As obras contemplam trechos das rodovias PI-397 (Transcerrados) e PI-262 (Estrada Palestina), que atravessam a região sul do estado do Piauí, abrangendo 25 municípios que, juntos, representam cerca de 25% da área total do Piauí e população de quase 200 mil habitantes. Ao todo, a Parceria Público Privada (PPP) prevê a concessão e preservação de 276,8 km de estradas num investimento total de mais de R$800 milhões, em 30 anos.

Fonte: Ascom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *