A Câmara Municipal de Teresina aprovou nesta terça-feira (7) a criação de uma comissão especial para apurar as denúncias na Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS) feitas pelo vice-prefeito de Teresina, Robert Rios


O vereador Leonardo Eulálio explicou como funcionará o grupo de trabalho.

“A comissão tem o poder investigativo e foi assinado por 23 vereadores. O intuito da casa é fazer uma averiguação e propor soluções para esse caos na saúde. Vamos convocar MP, Prefeitura, entidades de classe e se for o caso até as policias. As pessoas que fizeram parte da gestão da FMS também serão convocadas. Vamos concluir em 30 dias, podendo estender em 15 dias o trabalho”, explicou.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Antônio José Lira (Republicanos) criticou a criação da comissão e acrescentou que a Prefeitura já investiga com transparência as denúncias.

“O Prefeito já está trabalhando com muita transparência, tanto que ele colocou o vários técnicos à frente da auditoria que será feita pela Prefeitura. O próprio Procurador-Geral do município está a frente da auditoria. É papel do parlamento cobrar e fiscalizar a Câmara está sendo prudente, mas o Prefeito está dando total transparência ao processo”, frisa.

Da Redação
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *