Cerca de três horas antes da publicação deste relato, o ônibus da seleção brasileira chegava ao estádio 974 para o duelo contra Coreia do Sul, pelas oitavas de final da Copa do Mundo do Qatar, que terminaria com a vitória por 4 a 1 para o time de Tite.

De dentro do veículo, em alto e bom som, os jogadores entoavam de músicas de torcida aos pagodes preferidos do grupo. Depois de um susto na derrota para Camarões, o ônibus ressoava que “quem cultiva a semente do amor, segue em frente e não se apavora”. E foi esperando sua hora de brilhar e encantar o povo brasileiro que a seleção entrou em campo.

“Às vezes, a felicidade demora a chegar”, ouvia-se no ônibus, mas contra a Coreia não foi uma dessas vezes. O Brasil abriu o placar cedo com Vini Jr e logo depois viu Neymar ampliar de pênalti. Aos 12 minutos da primeira etapa, o Brasil já tinha “mandado essa tristeza embora”.

“Guerreiro” que “não foge da luta”, Richarlison marcou o terceiro da seleção, e Paquetá, ainda no primeiro tempo, fez o quarto para mostrar que era mesmo “dia de sol” e que o tempo não iria fechar.

O segundo tempo foi mero coadjuvante do show da primeira etapa. Ainda que a Coreia tenha diminuído o placar, “ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer”.

Com a vitória, o Brasil está nas quartas de final e terá pela frente a Croácia nesta sexta-feira (9), às 12h, no estádio Cidade da Educação. Se depois da derrota na fase de grupos a seleção “acreditou que um novo dia iria raiar”, agora o povo brasileiro aguarda “a sua hora chegar”.

Fonte: Folhapress

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *