O Brasil perdeu por 2 a 1 para o Marrocos neste sábado, em Tânger, no primeiro jogo depois da Copa do Mundo do Qatar. O time do interino Ramon Menezes teve muita dificuldade diante do time que surpreendeu e foi quarto lugar no Mundial.

Ramon escolheu Rony como titular e deixou Antony no banco. No gol, Weverton jogou por causa do desconforto estomacal de Ederson.

O Marrocos começou pior, equilibrou o jogo e abriu o placar aos 28 minutos do primeiro tempo, com Boufal. O lance teve erros de Rony e Emerson Royal.

O Brasil melhorou no segundo tempo, empatou com Casemiro e parecia perto de virar, mas desperdiçou chances e deixou Marrocos no jogo.

Os donos da casa desempataram na parte final do amistoso, com bonita finalização de Sabiri. Allah cruzou e Militão errou na interceptação.

O Brasil teve alguns bons momentos ofensivos, mas foi sempre inseguro na defesa, perdendo a característica principal do trabalho de Tite.
Curiosidades: os jogadores do Brasil sofreram com o laser dos marroquinos

Ramonismo?
O novo Brasil do técnico interino Ramon Menezes sofreu contra o entrosamento do time do Marrocos, quarto lugar da Copa do Mundo do Qatar.

O Brasil até começou bem e teve chance de fazer o primeiro gol, mas logo Marrocos equilibrou as ações e foi melhor depois de abrir o placar

O forte meio-campo do Marrocos foi superior ao setor do Brasil durante quase todo o jogo, principalmente por causa das atuações discretas de Andrey Santos e Lucas Paquetá e a falta de cobertura para os defensores.

A seleção também apresentou deficiências pelos lados de campo, em destaque para o lado direito, com Emerson Royal e Rony. Royal, que é ponta no Tottenham, teve falhas defensivas além do gol do Marrocos. Militão também teve erro individual.

No ataque, Ramon optou por Rony como ponta e Rodrygo pelo centro. No Palmeiras, Rony é centroavante, enquanto Rodrygo costuma jogar mais pela ponta.

O Brasil melhorou no segundo tempo, cresceu com as substituições, chegou ao empate e poderia ter virado. Casemiro fez o gol e o time teve boas chances com Andrey, Rony e Rodrygo. As melhores oportunidades foram de Andrey, Rony e Rodrygo.

Logo após a queda de luz no estádio, Marrocos fez o segundo gol com Sabiri. Allah teve liberdade no cruzamento, Éder Militão furou e a finalização foi precisa, batendo no travessão antes de entrar. Com 2 a 1, os africanos voltaram a dominar.

Vitor Roque, de 18 anos, entrou no segundo tempo e se tornou o jogador mais jovem a estrear pela seleção brasileira desde Ronaldo Fenômeno, em 1994.

A partida teve mais de 60 mil pessoas e muita festa nas arquibancadas, mas no campo se viu disputas acirradas, discussões e uma arbitragem confusa.

Os jogadores se estranharam várias vezes, principalmente com o capitão Amrabat.

A arbitragem do tunisiano Selmi Sadok optou por apitar muitas faltas e irritou ambos os times.

Vinicius Junior teve um gol anulado de forma polêmica no primeiro tempo. Ele estava impedido, mas não atrapalhou o goleiro Bono antes da furada. O lance interpretativo não teve interferência do VAR.

Fonte: Folhapress
Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *