Conecte-se conosco

    Política

    Bolsonaro registra candidatura na Justiça Eleitoral e declara patrimônio de R$ 2,3 milhões

    Publicado

    em

    Bolsonaro registra candidatura na Justiça Eleitoral e declara patrimônio de R$ 2,3 milhões

    O presidente Jair Bolsonaro registrou nesta terça-feira, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sua candidatura à reeleição e declarou ter um patrimônio de R$ 2,317 milhões. O valor é próximo do que havia declarado à Corte em 2018, quando disse ter R$ 2,286 milhões em bens.

    Entre os bens declarados por Bolsonaro estão cinco imóveis, sendo quatro no Rio de Janeiro e um em Brasília, totalizando cerca de R$ 1,3 milhão; um automóvel no valor de R$ 26.500; e capital social da empresa “Bolsonaro Digital” no valor de R$ 249. Os cerca de R$ 907 mil restantes aparecem como investimentos.

    Bolsonaro teve um crescimento de 1,35% no patrimônio deste ano em relação ao declarado em 2018, quando concorreu pela primeira vez à Presidência da República. Vereador por um mandato e sete vezes deputado federal, seu patrimônio cresceu 434% desde 2006, enquanto ainda ocupava uma cadeira nda Câmara.

    O ex-ministro da Defesa Walter Braga Netto, que é general da reserva do Exército, foi registrado como candidato a vice. Bolsonaro e Braga Netto estão filiados ao PL. A coligação PP, PL e Republicanos recebeu o nome de “Pelo Bem do Brasil”.

    Braga Netto declarou um patrimônio de R$ 1,6 milhão, englobando dois apartamentos (R$ 416.117), uma motocicleta (R$ 64.393,28); ações (cerca de R$ 1 milhão), título de renda fixa (R$ 49.482,02) e investimentos (R$ 43.694,13). O registro da candidatura foi feito às 22h09min desta terça-feira, segundo comprovante da Justiça Eleitoral obtido pelo GLOBO.

    Entre os principais nomes que vão disputar à Presidência, Bolsonaro foi o último a registrar sua candidatura. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a senadora Simone Tebet (MDB) protocolaram o registro no sábado. Já Ciro Gomes (PDT) apresentou seu pedido na segunda-feira.

    O mais rico dos que vão disputar o cargo é o candidato do Novo, Felipe D’ávila, que declarou patrimônio de R$ 24,6 milhões. Soraya Thronicke (União Brasil), Roberto Jefferson (PTB) e José Maria Eymael (DC), que pretendem entrar na disputa, ainda não registraram suas candidaturas. Eles têm até o dia 15 para fazer isso.

    Fonte: globo.com

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular