Conecte-se conosco

Política

‘Bolsonaro joga querosene em fogo ao desobrigar uso de máscara’, diz Wellington

Publicado

em

'Bolsonaro joga querosene em fogo ao desobrigar uso de máscara', diz Wellington

O governador Wellington Dias (PT) criticou nesta sexta-feira (11) a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que solicitou parecer ao ministro da Saúde que desobriga o uso de máscara em pessoas já vacinadas de covid-19.

Para o governador, a decisão do presidente Bolsonaro é jogar querosene em fogo.

“Uma declaração como essa do presidente da República, não recomendando o uso de máscara, é como estarmos em um incêndio de grandes proporções, todos trabalhando para apagar o fogo e chega alguém e diz: joga querosene”, lamenta.

O governador rechaçou a decisão de presidente e acrescentou que o momento é para conseguir mais vacinas.

“O momento é de lutamos por mais vacinas”, finaliza.

Relembre a polêmica

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quinta-feira (10) que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve publicar um parecer para desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que já foram vacinados ou contraíram a covid-19 e se recuperaram, contrariando as recomendações de autoridades sanitárias do mundo todo.

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês sabem quem é, e ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que foram vacinados ou que já foram contaminados. Para tirar esse símbolo, que obviamente tem a sua utilidade para quem está infectado”, disse Bolsonaro em evento em Brasília, sendo respondido com aplausos da plateia.

Horas depois da fala de Bolsonaro, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que é preciso que a vacinação avance para que o plano seja colocado em prática.

O ministro, que é médico, não deixou claro em que pé está o parecer citado por Bolsonaro. Perguntado sobre quando essa medida passará a valer, respondeu: “Queremos que seja o mais rápido possível”.

Orlando Dias
Da Redação

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda