Conecte-se conosco

    Esporte

    Atlético-MG é dominado pelo Unión e se complica na Sul-Americana

    Publicado

    em

    O Atlético-MG já vive uma situação dramática na Copa Sul-Americana 2020. O time foi derrotado por 3 a 0 pelo Unión-ARG no jogo de ida da primeira fase e agora precisa de uma goleada em casa, em 20 de fevereiro, para avançar pelo torneio continental. Foi um massacre: Walter Bou, Javier Cabrera e Gabriel Carabajal marcaram no jogo disputado no Estádio 15 de Abril, em Santa Fe, na Argentina. O meio-campista Allan ainda perdeu pênalti nos acréscimos do segundo tempo.

    Com o resultado, o Galo precisa aplicar uma goleada por quatro gols de diferença para chegar à segunda fase da Sul-Americana. Os mineiros jogarão em casa e há o critério do gol como visitante na competição. Portanto, um triunfo por 3 a 0 leva o jogo para os pênaltis. Qualquer outro resultado positivo por três gols de diferença dará a classificação aos argentinos.

    O melhor: Walter Bou
    O atacante balançou a rede de Michael logo aos três minutos de partida. Ele aproveitou falha de Gabriel para balançar a rede. Na sequência, o centroavante deu passe para Javier Cabrera estufar a rede de Michael em um belo contra-ataque do time mandante no confronto. O atleta foi, sem dúvidas, a grande figura do confronto. No entanto, deixou o gramado substituído por Nicolás Mazzola aos 25 minutos da etapa final.

    O pior: Réver
    O lado direito da defesa do Atlético-MG não foi bem. Na zaga, Réver foi quem esteve vacilante em campo. O veterano cometeu erros na saída de bola e em lances de dividida com os atacantes do Unión. O defensor falhou em momentos cruciais e acabou dando muitas chances para a equipe comandada por Leonardo Madelón. No terceiro gol, não conseguiu acompanhar Carabajal em um lançamento de longa distância.

    Fonte: Folhapress
    Imagem: Divulgação/Conmebol

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular