O Athletico venceu o Inter por 2 a 0, no Beira-Rio, pela quinta rodada do Brasileirão.

Christian e Willian Bigode, de cobertura, marcaram os gols da partida, aos 34 e aos 51 minutos do segundo tempo, respectivamente. Os dois saíram do banco de reservas.

Luiz Adriano acertou a trave duas vezes quando o placar estava zerado. O atacante está sem marcar há cerca de dois meses e foi substituído na segunda etapa.

O Furacão chegou aos nove pontos e ocupa provisoriamente a quarta colocação. Já o Colorado estacionou nos sete pontos e está em décimo.

O Inter volta a campo no sábado (13) para enfrentar o Atlético-MG, fora de casa, pela sexta rodada do Brasileiro. Já o Furacão recebe o Coritiba no dia seguinte (14).

Curiosidade: Bigode marcou seu primeiro gol em 2023. Ele não balançava a rede desde agosto do ano passado, trocou de clube e está no centro de uma polêmica envolvendo um golpe milionário de criptomoedas.

Athletico segura pressão e decide no fim
O Inter começou encurralando o Athletico. Em casa, os comandados por Mano Menezes assumiram o controle da partida e exploraram as jogadas em velocidade para acuarem o adversário em campo.

O Furacão passou cerca de 35 minutos sem chutar ao gol defendido por Keiller, mas equilibrou antes do intervalo. A primeira chance dos visitantes partiu dos pés de Vitor Roque, que atuou como garçom, mas Pablo não conseguiu aproveitar.

O Furacão melhorou na etapa final e contou com dois golaços no fim. As trocas promovidas por Paulo Turra surtiram efeito e definiram o resultado.

Ambas as equipes foram desfalcadas por jogadores citados em esquema de apostas esportivas. Pedrinho foi afastado pelo Athletico, enquanto Mauricio foi preservado pelo Inter — o clube anunciou que confia na versão do jogador e que a decisão foi pontual para a partida.

Torcedores do Inter vaiaram o time após a derrota em casa. Foi o primeiro revés do ano com a bola rolando no Beira-Rio — a eliminação para o Caxias, no Gaúcho, foi nos pênaltis.

Destaques
Trave. Aos sete minutos de jogo, Bustos avançou pela direita e cruzou para a área. Luiz Adriano se antecipou à marcação e testou sozinho, mas carimbou a trave.

Mais Inter, Aos 18′, Wanderson fez fila pela esquerda e tocou para Pedro Henrique na entrada da área. O camisa 28 dominou e bateu no ângulo, mas Bento defendeu.

Travessão. Aos 21′, Vitão fez um lançamento da defesa e Luiz Adriano disparou. Ele dominou com o bico da chuteira e emendou um chute por cobertura, na saída de Bento, mas a bola explodiu no travessão.

Furacão responde. Aos 35′, Vitor Roque carregou a bola pela direita, entrou na área passando por dois e inverteu o jogo com um balão. Pablo recebeu do outro lado e bateu rasteiro, mas a bola foi para fora.

Vacilo na defesa. Aos 3′ do segundo tempo, Bustos disputou a bola com Canobbio, que havia acabado de entrar, e errou o passe. O uruguaio interceptou e bateu cruzado, mas mandou para fora.

Pedido de pênalti. Aos 16′, Alan Patrick acionou Wanderson, que tocou para trás na área. Pedro Henrique apareceu, mas acabou caindo na disputa pela bola, e a equipe do Inter ficou pedindo a penalidade.

1×0. Aos 34, Canobbio tocou para Christian na entrada da área, que ajeitou e bateu colocado. A bola saiu com muita curva e parou na bochecha da rede, sem chances para Keiller.

Keiller salva. Após o gol, o time da casa se lançou ao ataque e acabou cedendo espaços. O Athletico chegou duas vezes seguidas no contra-ataque, com Vitor Roque e Vitor Bueno, mas o goleiro do Inter parou ambas as chances.

2×0. Aos 51′, Bento deu um chutão, Bigode saiu na cara do gol e deu um toque por cima de Keiller para decretar a vitória.

Fonte: Folhapress
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *