Conecte-se conosco

Cotidiano

Artigo – Os livros 1 e 2 de Samuel

Publicado

em

Quem foi Samuel? De acordo com o INFOESCOLA, o nome Samuel significa “Do Senhor o pedi”. Ele foi o último dos juízes e o primeiro dos profetas na história de Israel e sua história está contada na bíblia. Ele era filho de Ana e Elcana e viveu por volta de 1095 AC. Existe livro com mais disputas de poder do que a Bíblia? Pela trigésima (30ª) leitura da Bíblia é perceptível o quanto os livros Gênesis, Êxodo. Levítico. Números. Deuteronômio. Josué. Juízes. Rute e um Samuel e dois Samuel retratam lutas, brigas e disputas pelo Poder.

Quem outrora tem assessorado os poderes está cometendo ilegalidade histórica e bíblica? Tudo indica que NÃO. Qual o melhor livro pra todo bom governante seguir ao SENHOR e o Servir? A Sagrada Escritura nem de longe se compara ao príncipe de Maquiavel (aliás, um livro feito pra agradar a homens e não a DEUS). Existem pessoas que não conseguem pensar além do ter, do poder e do prazer? Inúmeras. No meio político essa é uma “doença sem cura”. Mas sinônimo de bom Cristão não é a pacificidade? É mesmo?

Quem disse? Nos templos genuinamente cristãos sinto a ênfase ao DEUS forte e que está no controle de TUDO. Não seriam as religiões a serviço do Estado que tentaram incutir a percepção de um DEUS onde os governantes podem até mesmo ofendê-lo e ninguém poderá dizer nada? Instituições milenares em troca de “dinheiro sujo” por milênios vêm ensinando o povo que tudo deve ser aceito e ninguém deve dizer NADA? Anda angustiado com o que está acontecendo no mundo? Leia a sagrada escritura diariamente e perceberás que tudo já estava previsto e até mesmo aconteceu nos escritos!

Nobre amigo de que trata mesmo os livros um e dois de Samuel? Segundo Daniel Conegero os livros de Samuel contam a história do estabelecimento da monarquia em Israel. Na Bíblia, esses livros fazem parte do Antigo Testamento e estão inseridos na seção de livros históricos. Originalmente os livros de Samuel formavam uma única obra que mais tarde acabou sendo dividida em duas (um Samuel e dois Samuel). Portanto, os dois livros de Samuel foram escritos ou durante o período do reino dividido, entre 931 e 722 a.C.; ou foram durante o período do cativeiro babilônico, antes da composição do livro de Reis.

Os acontecimentos narrados nos livros de 1 e 2 de Samuel ocorreram entre aproximadamente 1105 e 970 a.C. Isso significa que os dois livros de Samuel registram mais de 130 anos de história. Esse período compreende o nascimento do profeta Samuel (1 Samuel 1:1-28); passa pelo reinado de Saul; e termina com as últimas palavras de Davi (2 Samuel 23:1-7). Então os relatos descritos nos livros de Samuel ocorreram num contexto histórico em que os grandes reinos do antigo Oriente Próximo estavam muito bem estabelecidos. Mas apesar dos desafios do ambiente político internacional, foi naquele tempo que Israel evoluiu de uma confederação tribal que tinha apenas alguma organização sob a autoridade de juízes, para uma nação unida, estruturada e liderada por uma monarquia oficialmente constituída. Qual o sentido de relatar isso tudo neste momento?

A derrubada da mídia tradicional está acontecendo via cultura judaico-cristã. Ninguém agüenta mais o relativismo ideológico dos tradicionais “DONOS DO PODER” !

Josenildo Melo foi estudante de Direito. Concludente de Filosofia. Bacharel em Serviço Social e Jornalista

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *