Conecte-se conosco

Cotidiano

APL debate em sessão o fim de contrato da Prefeitura de Teresina com a OST

Publicado

em

APL debate em sessão o fim de contrato da Prefeitura de Teresina com a OST

A APL (Academia Piauiense de Letras) realizou sessão virtual neste sábado (15) para debater o rompimento do contrato da Prefeitura com a Orquestra Sinfônica de Teresina. O secretário de Finanças, Robert Rios, anunciou na semana passada que a prefeitura vai encerrar os contratos com a ONG do Balé da Cidade e a Associação de músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST)

O presidente da APL, acadêmico Zózimo Tavares, mostrou-se preocupado com o rompimento de contrato da Prefeitura de Teresina com Orquestra Sinfônica.

” A situação pra mim é preocupante enquanto não apareçam esclarecimentos que estão em redor deste caso relacionado ao rompimento dos convênios da Prefeitura de Teresina com as organizações sociais que administram vários projetos com sucesso há muito tempo”, explica.

Zózimo Tavares acrescenta que acompanhou o início da Orquestra Sinfônica de Teresina na gestão do ex-prefeito Wall Ferraz.

“Eu acompanhei a fundação da Orquestra, no comecinho, embrião. Ainda com o nome de Orquestra de Câmara, que era conduzido pelo professor-maestro Emmanuel Maciel. Eu acompanhei tudo isso fundado pelo professor Wall Ferraz. Acompanhei a fundação do balé. Então, isso acusa uma apreensão não apenas nas entidades afetadas, mas também nas instituições que têm preocupação com a cultura”, destaca.

A sessão para debater o fim de contrato da Prefeitura com a ONG do Balé da Cidade e a Associação de músicos da Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) contou com a participação dos acadêmicos Zózimo Tavares, Plínio da Silva Macedo, Nelson Nery Costa e Luiz Ayrton Santos Júnior.

Da Redação

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda