Conecte-se conosco

Esporte

Anderson Silva começa melhor, mas é nocauteado no 4º round em despedida

Publicado

em

Enfim, o momento chegou. Aos 45 anos de idade, Anderson Silva se despediu do MMA – até que se prove o contrário – neste sábado (31) após ser superado por Uriah Hall. Ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) do UFC, o brasileiro marcou era e quebrou recordes durante seu reinado. Nos últimos anos, porém, seguidas derrotas sinalizaram que o momento de parar de aproximava.

Assim que venceu, o ex-campeão do TUF não escondeu a emoção por vencer seu ídolo e desabou no choro. Ajoelhado, Uriah Hall ainda se desculpou por golpear o ídolo. Todos os presentes ao local ainda aplaudiram bastante o brasileiro após o encerramento da luta.

Embora o card do UFC Fight Night, realizado nas dependências do UFC Apex em Las Vegas (EUA), estivesse longe dos palcos vistosos que acompanharam o auge de ‘Spider’ no esporte, o confronto principal da noite garantiu atenção de sobra na comunidade do MMA.

Após um início equilibrado, em que os atletas trocaram golpes da média e curta distância, a vantagem física do jamaicano fez a diferença e Uriah Hall anotou o nocaute depois de conectar seu segundo knockdown.

Com a despedida, Anderson encerra sua caminhada no MMA com um cartel de 34 vitórias e 11 derrotas, além de um ‘no contest’ (luta sem vencedor). Dentre seus feitos que ocupam lugar de destaque no evento, o Spider segue como o lutador dono da maior sequência de vitórias no octógono, com 16, além de ser o atleta que mais venceu duelos sem precisar da decisão dos jurados em lutas valendo título, com nove.

Entre suas grandes vitórias, o veterano gravou na memória dos brasileiros importantes triunfos, em especial os nocautes no primeiro round contra VItor Belfort e Forrest Griffin, além da finalização contra Chael Sonnen nos minutos finais da disputa.

A luta
O primeiro round foi marcado por um início tenso, de muito estudo. Após quase um minuto e meio sem nenhum golpe ser desferido, os atleta, pouco a pouco, passaram a acelerar o ritmo e a trocar golpes na média e curta distância. De fato, nenhum ataque foi efetivo o bastante para balançar um dos atletas, mas o volume e pressão impostos por Anderson fizeram a diferença na parcial. Anderson 10 x 9 Hall.

A etapa seguinte voltou a contar com momentos de inatividade no início. No entanto, assim que encontro o tempo correto para entrar com seus ataques, Anderson voltou a tomar conta das ações com sequências de chutes baixos e no corpo – incluindo ataques rodados. Mais uma vez, o assalto foi decidido pelo volume dos ataques em detrimento da contundência. Anderson 20 x 18 Hall.

O terceiro round foi equilibrado em quase todos os minutos disputados. Depois de dominar o centro do cage por boa parte da etapa, Anderson levava vantagem até que, no minuto final, ao pressionar o jamaicano com ataques na curta distância, ele sofreu um cruzado de direita que o levou a knockdown. A seguir, socos no ground and pound desferidos por Hall pareceram próximos de liquidar a fatura, que acabou interrompida pelo soar do gongo. Anderson 29 x 28 Hall.

Logo no início da quarta etapa, Anderson tentou pressionar Hall mais uma vez, mas um contra golpe reto no queixo o levou a novo knockdown. Desta vez, com mais tempo para trabalhar no ground and pound, Hall não deixou a oportunidade escapar e bateu até o árbitro interromper a disputa.

Fonte: Folhapress
Foto: Getty Imagens

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Diretor do São Paulo confirma proposta por Borré

Publicado

em

O diretor de futebol do São Paulo, Carlos Belmonte, disse hoje que o clube está interessado na contratação do meia argentino Martín Benítez, que jogou a última edição do Brasileirão pelo Vasco, e que fez proposta pelo atacante Rafael Santos Borré, do River Plate, no mercado da bola.

O Tricolor, que anunciou nos últimos dias os acertos com Miranda e com Orejuela, busca um meia e um atacante de área para o time comandado pelo técnico Hernán Crespo.

“O Borré é um grande jogador, diferenciado, grande atacante, fez uma temporada excepcional pelo River, viria apenas em julho. Sim, o Crespo nos indicou, [é] um jogador que o Crespo gosta muito. Aliás, o Crespo gosta muito do Pablo, fez questão de dizer que contava com ele”, disse Belmonte em entrevista ao “Esporte em Debate” da Rádio Bandeirantes.

Sobre a negociação com o atacante colombiano, o dirigente afirmou que o clube fez proposta, mas vê limitações financeiras e acredita que a presença de Crespo pode ajudar na disputa pelo jogador.

“Nós não temos motivo para esconder. A gente sabe que existem outros concorrentes, mas estamos na disputa e dentro das nossas possibilidades, se o Borré optar por jogar no São Paulo porque acredita que seja uma melhor opção, porque o Crespo está lá e [porque] acredita na grandeza do São Paulo, ótimo. Não faremos nada fora da nossa realidade financeira. Fizemos proposta, estamos trabalhando, mas com nossas limitações”.

Já Benítez, que está por empréstimo no Vasco da Gama, também interessa ao São Paulo, mas Belmonte diz que não foi feita nenhuma proposta pelo jogador argentino.

“O Benítez, eu considero um grande jogador e tem contrato com o Vasco até o meio do ano, de empréstimo. Temos interesse nele, mas sabemos de toda essa dificuldade. Estamos analisando, vendo a possibilidade, mas achamos um belíssimo jogador, meia articulador, muitíssimo interessante. Não estamos nem próximo de possibilidade de contratação, mas interessa, sim”, disse Belmonte.

O diretor também disse qual é a situação da negociação com Gabriel Neves, do Nacional-URU, e afirmou que o São Paulo tem prioridade na contratação do atacante João Veras, da Ponte Preta.

“Fizemos uma proposta, já está colocada na mesa e aguardamos o retorno. Chegamos no limite que o São Paulo acha possível para trazer. Isso aconteceu com o Kanu, do Botafogo, que por suas razões não aceitou nossa proposta. Aí acabou surgindo a possibilidade do Miranda. O mesmo vale pro Neves, tem um ajuste aqui e outro ali, o São Paulo não participará de leilão”, afirmou.

“Acabamos de emprestar o Marcos Jr, que estourou a idade dos 20, mas a gente acha que ele tem boas perspectivas futuras, emprestamos ele para a Ponte, tivemos a preferência na aquisição do Veras, atacante que marcou o gol contra o Corinthians”, disse Belmonte.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Botafogo anuncia retorno do zagueiro Joel Carli

Publicado

em

A negociação chegou ao fim e o xerife Joel Carli está de volta ao Botafogo. O presidente alvinegro, Durcesio Mello, confirmou à Rádio Brasil nesta segunda-feira o acordo para o retorno do zagueiro argentino ao clube.

Aos 34 anos, Carli cobrava na justiça dívidas do clube do período em que vestiu a camisa alvinegra, entre 2016 e 2020. Na temporada passada, o zagueiro teve seu contrato rescindido e retornou ao seu país. Na Argentina, atuou pelo clube que o revelou, o Aldovisi, mas só entrou em campo duas vezes.

Joel Carli concordou em retirar a ação contra o Botafogo em troca de um contrato de dois anos. Além disso, sua dívida será paga pelo Botafogo em parcelas. A ideia do jogador é se aposentar no Alvinegro.

A saída do zagueiro do Aldovisi foi confirmada pelo repórter Alexis Damboriana, da Rádio Atlántica, de Mar del Plata.

Campeão carioca em 2018, último título conquistado pela equipe profissional do Botafogo, Carli é o terceiro estrangeiro com mais jogos pelo clube, 153 no total.

Com os dois anos de contrato, Carli pode alcançar o também argentino Fischer. Com 180 jogos, o goleador, falecido em 2020, ainda é o recordista no Glorioso. O segundo da lista é o brasileiro naturalizado italiano Dino da Costa, com 176 partidas.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Palmeiras vence o Grêmio e conquista tetra da Copa do Brasil

Publicado

em

Pode gritar, torcedor do Palmeiras. A Copa do Brasil é sua pela quarta vez! O título, conquistado neste domingo com uma vitória incontestável por 2 a 0 sobre o Grêmio, com gols de Wesley e Gabriel Menino, no Allianz Parque, em São Paulo (tinha vencido por 1 a 0 em Porto Alegre), tem um sabor especial. Sabor de tríplice coroa, algo que não acontecia desde 1993, com as conquistas do Paulistão, do Rio-São Paulo e do Brasileirão. E dessa vez, o peso dos três títulos é ainda maior. Somada à Copa do Brasil e ao Paulistão está a Libertadores da América, uma obsessão do palmeirense. Mas tem mais.

Para dar uma noção ainda mais exata do tamanho do feito na Copa do Brasil, o Verdão desbancou em dois jogos o Grêmio, que, em caso de título, poderia se tornar, ao lado do Cruzeiro, o maior campeão do torneio, com seis conquistas. 2020, definitivamente, foi a temporada mais verde dos últimos tempos.

Com a conquista da Copa do Brasil de 2020 sobre o Grêmio, o Palmeiras chega a quatro títulos da competição. O primeiro deles foi em 1998, contra o Cruzeiro, atualmente o maior campeão do torneio. Depois, em 2012, o Verdão bateu o Coritiba na final. E em 2015, nos pênaltis, venceu o rival Santos.

Wesley festeja gol do Palmeiras

Fonte: globo.com

Continue lendo

Popular