A deputada estadual Gracinha Mão Santa (Progressistas) teve requerimento aprovado nesta quinta-feira (25) na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) propondo a realização de uma audiência pública para debater o modelo de organizações sociais que o Governo do Estado vai adotar na gestão de diversos hospitais estaduais.

A parlamentar afirmou que a reunião aconteçerá no dia 5 de junho na Comissão de Educação, Cultura e Saúde. Gracinha Mão Santa espera que a Secretaria de Estado da Saúde explique as vantagens do modelo, que deve passar a ser adotado e que tem gerado bastante polêmica entre os trabalhadores da área.

Gracinha Mão Santa tratou sobre a ampliação para outras cidades da isenção de IPVA (Imposto sobre a propriedade de veículos automotores) dada para ônibus da Região Metropolitana de Teresina no começo deste ano. Ela apresentou Indicativo de Projeto de Lei propondo a medida e também a isenção do mesmo imposto para motoristas de aplicativo que trabalhem em veículo próprio.

Além disso, Gracinha Mão Santa também apresentou mais dois requerimentos cobrando explicações da Agespisa. Um deles pede os motivos e a planilha de cálculos, individualizada por cidade, que justifique o aumento de 8,54% que vai ser repassado aos consumidores a partir de junho. No outro, que também deve ser enviado para órgãos fiscalizadores, a deputada cobra a regularização da prestação dos serviços de distribuição de água pela empresa.

Com informações da Ascom
Foto: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *