Agrimar Rodrigues de Araújo tomou posse nesta sexta-feira (2) como desembargador no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). O magistrado ocupou vaga destinada ao Quinto Constitucional da Advocacia, deixada pelo desembargador Francisco Antônio Paes Landim, em razão de sua aposentadoria.

O desembargador Agrimar Rodrigues afirmou que sua atuação será pautada nas metas do Tribunal de Justiça e em conformidade com as diretrizes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

“Dentre estas metas está a que determina que julguemos mais processos que os que chegam ao judiciário. Também vamos atuar para que cumpramos a meta que estabelece que não tenhamos mais que 100 processos com mais de 100 dias em nosso gabinete. Aliado a isso, vamos trabalhar com as novas tecnologias, como o MAAT (software de gestão de gabinete), o Cades (Central de Atendimento aos Desembargadores), criação de cargos de assessores”, frisou.

O desembargador destacou o trabalho da atual gestão no sentido de tornar os serviços de justiça mais eficientes no interior do estado, com a criação de cargos de assessores de juízes no interior.

“Outro exemplo são as parcerias que o Judiciário tem feito com o Executivo para aproximar os serviços da sociedade”, frisa o desembargador Agrimar Rodrigues.

O novo integrante da Corte estadual agradeceu a todos que direta e indiretamente participaram deste processo. Também citou um pouco de sua história de vida, ressaltando o início dos estudos e sua formação.

“Chego ao Tribunal de Justiça ciente de minha missão e dos desafios que terei pela frente. Assim, reafirmo meu compromisso com as causas da advocacia e com as diretrizes do Poder Judiciário do Estado do Piauí. Finalizo agradecendo a todos, aos Conselheiros Estaduais da OAB-PI, aos meus pares do TJ-PI, ao Governador Rafael Fonteles, ao ministro Wellington Dias, ao desembargador Erivan Lopes, um amigo de mais de duas décadas, e a todos meus familiares. Enfim, se chego hoje a este cargo, é fruto das amizades que fiz ao longo da vida”.

O desembargador Aderson Nogueira fez um resumo da vida profissional de Agrimar Rodrigues, destacando um pouco de sua história como operador do Direito.

“Caro amigo desembargador Agrimar Rodrigues, sua caminhada foi baseada na construção de amizades. Saiba que sua chegada aqui é garantia de que o Poder Judiciário continuará no caminho de manter sua credibilidade frente à sociedade piauiense. Não passe pela vida, sem acrescentar seu tijolo na magnífica construção do bem. Certamente você tem feito muito bem isso e também, representará com louvor a classe da advocacia. Seja bem vindo”.

O presidente da OAB-PI, Celso Barros, mencionou que a advocacia espera uma atuação exitosa do novel desembargador, tendo em vista sua trajetória profissional.

“Esperamos que ele venha desempenhar sua função judicante de modo competente, sereno. Essa confiança que temos é por sua história ao longo de mais de 30 anos de advocacia em torno do Piauí, notadamente, na região de Picos. Ele já foi juiz eleitoral por quatro anos e agora chega ao cargo de desembargador com bastante experiência. É um homem forjado na advocacia e, certamente, terá um grande trabalho como membro do Tribunal de Justiça do Piauí. Viva o desembargador Agrimar Rodrigues”.

Governador Rafael Fonteles participou da solenidade

O governador Rafael Fonteles agradeceu a gestão do TJ-PI pela decisão de priorizar três pontos importantes em seu plano de gestão.

“Somos gratos pela inclusão em seu plano de trabalho a reestruturação da justiça criminal, o projeto Justo Acesso, que vai aproximar os serviços de justiça e serviços públicos das pessoas, e por ajustar e melhorar o Programa Regularizar, tão importante para muitas famílias”. “E em nome do povo do Piauí, desembargador Agrimar, digo que todos confiam no seu trabalho e no seu senso de justiça. Que Deus o abençoe em sua missão”, completou o governador.

Presidente do TJ-PI, Hilo de Almeida, e o desembargador Agrimar Rodrigues

O presidente do TJ-PI, Hilo de Almeida Sousa, afirmou que a chegada do desembargador Agrimar Rodrigues materializa a pluralidade do tribunal e colabora para uma compreensão mais ampla das questões que chegam ao judiciário.

“Sua chegada amplia a participação da sociedade em nossas discussões. Tenho plena convicção que trará uma valorosa contribuição à Corte. Certamente, sua simplicidade vai facilitar o contato com a sociedade, tornando esse diálogo mais simples e acessível. Como presidente, me comprometo a possibilitar que todos os desembargadores tenham amplas condições de trabalho. Desejo sucesso em sua jornada e que esta seja pautada no equilíbrio e na equidade”.

Perfil
Agrimar Rodrigues de Araújo é natural de Picos, graduado em Direito e foi advogado militante por mais de 30 anos. Especialista em Direito Processual, foi juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) e também ocupou o cargo de presidente da Subseção de Picos e Conselheiro Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Piauí.

Com informações da Ascom
Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *