Conecte-se conosco

    Esporte

    Messi chora em despedida e diz que ‘não estava preparado’ para deixar o Barça

    Publicado

    em

    Messi chora em despedida e diz que 'não estava preparado' para deixar o Barça

    O temido dia do adeus chegou. Lionel Messi se despediu oficialmente do Barcelona na manhã de hoje (8). O camisa 10 concedeu entrevista coletiva no estádio Camp Nou para abordar a sua saída do clube catalão, no qual fez toda a sua carreira como profissional até aqui. Vários jogadores da equipe participaram do evento.

    O argentino, que deve ser anunciado pelo PSG até terça-feira (10), se emocionou assim que começou a falar e disse que “não estava preparado” para receber a notícia de que não era possível uma renovação.

    “Não sei se vou conseguir falar. Nos últimos dias estive pensando e me perguntando o que poderia dizer. Eu estava bloqueado, ainda estou agora. Isso é muito difícil para mim depois de uma vida inteira. Eu não estava preparado. No ano passado, quando estourou a bagunça do burofax, eu sabia o que tinha a dizer. Mas este ano não. Estávamos convencidos de que íamos continuar aqui, em casa, era o que o que mais queríamos, sobretudo pela vida que tínhamos em Barcelona”, iniciou Messi.

    “Tivemos momentos muito bons e outros ruins, mas o carinho sempre foi o mesmo. Senti o reconhecimento e o amor. Espero poder retribuir em algum momento, para contribuir com algo e continuar dando o melhor. Tenho certeza que esqueci muitas coisas. Isso é o que posso dizer, não estou em condições”, completou.

    “Tínhamos tudo combinado”
    O jogador eximiu o presidente do clube, Joan Laporta, de qualquer culpa pela sua saída, alegando que o grande obstáculo foi o fair play financeiro da LaLiga [Campeonato Espanhol]. O astro disse também que estava tudo certo para ele continuar na Espanha.

    “A realidade é que quando as eleições aconteceram, eu almocei com o presidente, conversamos, e então fiquei convencido de que iria continuar, que não teríamos nenhum problema em consertar as coisas. Então aconteceu o que aconteceu.”

    “Laporta já explicou. Tudo estava resolvido, mas por causa da questão da LaLiga, nada pode ser feito. Não há nada mais do que isso. Tínhamos tudo combinado e não poderia ser feito”.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Banca de Jornal

    Propaganda