Conecte-se conosco

Esporte

São Paulo atropela o Santos no Morumbi: 4 a 0

Publicado

em

O São Paulo passou com louvor o seu primeiro teste na temporada 2021. Com um ótimo segundo tempo, a equipe venceu o clássico com o Santos por 4 a 0, com direito a dois golaços, no Morumbi, na noite deste sábado (6).

Após um primeiro tempo quase sem jogo, por causa da chuva, o Tricolor voltou bem melhor do intervalo e construiu a goleada com Gabriel Sara, Luan Peres (contra), Pablo e Tchê Tchê.

Enquanto o São Paulo só volta a atuar no próximo sábado, quando visita o Novorizontino, o Santos tem, na terça-feira, o seu jogo mais importante na temporada até aqui: contra o Deportivo Lara, pelo jogo de ida da fase prévia da Libertadores.

Temporal ‘impede’ 1º tempo
A chuva caiu tão forte instantes antes do jogo, que é até difícil analisar o primeiro tempo, já que o gramado ficou totalmente encharcado e as boas jogadas quase não aconteceram.

Um dos únicos jogadores que ainda conseguia criar algo de perigoso era Soteldo, que ameaçou Tiago Volpi em duas oportunidades. Na mais clara delas, aos 26, o venezuelano fez jogada individual e bateu. A bola foi na rede pelo lado de fora.

Gramado seca. E São Paulo marca
Na volta para a segunda etapa, o cenário era outro. Com a chuva dando uma trégua e o gramado melhorando bastante, o jogo mostrou que seria diferente desde os primeiros minutos.

Tanto é que, logo aos 4, Daniel Alves cobrou escanteio com categoria e Gabriel Sara surgiu no meio da área, sozinho, para cabecear para o gol.

No lance seguinte, o São Paulo quase ampliou. Rojas, que entrou no intervalo, fez jogada pela direita e bateu por cima do gol.

O Santos até tentava criar, mas o rival continuava mais perigoso. Aos 16, Gabriel Sara fez jogada pela lateral e cruzou para a área. Luciano não conseguiu finalizar. Aos 23, Pablo saiu da área e cruzou. O zagueiro Léo apareceu de elemento surpresa e obrigou John a fazer ótima defesa.

São Paulo faz dois em três minutos
O Tricolor mandava no jogo e conseguiu fazer dois gols em três minutos. Com 27 minutos, Luciano fez jogada individual, levou a bola para a esquerda e chutou cruzado. A bola desviou em Luan Peres e entrou no gol, ampliando o marcador.

Três minutos depois, aos 30, Pablo marcou um golaço. O atacante recebeu lançamento de Igor Vinicius, percebeu o goleiro John adiantado e chutou por cobertura.

Virou passeio!
Já nos últimos minutos, ainda deu tempo de Tchê Tchê marcar mais um belo gol. Ele bateu colocado, de fora da área, e acertou o ângulo do gol de John.

Fonte: r7.com

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Fluminense bate o Nova Iguaçu no Carioca

Publicado

em

Com gols de Kayky, Fred e John Kennedy, o Fluminense venceu o Nova Iguaçu na noite de hoje (11), no Maracanã, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Carioca. Anderson Kunzel conseguiu diminuir para o Nova Iguaçu, fechando o placar em 3 a 1.

A vitória teve um gosto especial para Fred, que marcou o gol de número 400 na carreira. Nesta contagem, 182 deles foram marcados com a camisa do Tricolor, onde Fred faz sua segunda passagem desde o ano passado.

Com o resultado, o Fluminense se firmou na quarta colocação do Carioca e ficou mais próximo da Portuguesa. São 16 pontos contra 17 do terceiro colocado. O Nova Iguaçu, com mais essa derrota, fica na 10ª colocação e vê a classificação para a Taça Rio cada vez mais distante.

Kayky: garoto inspirado no primeiro gol
Apesar de todos os holofotes estarem voltados para Fred, o garoto Kayky, de 17 anos, teve as atenções para si no começo do segundo tempo, quando marcou um lindo gol. Ele saiu costurando entre os marcadores do Nova Iguaçu e ainda tirou o goleiro Luiz Henrique da jogada antes de finalizar para as redes.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Cruzeiro vence Atlético-MG em clássico do centenário

Publicado

em

O primeiro clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG de 2021, e que marcou 100 anos de disputas entre os dois clubes, terminou com a vitória celeste por 1 a 0. O gol do jogo no Mineirão foi marcado por Airton, aos 16 minutos do segundo tempo. No final da partida, William Pottker e Hulk ainda se estranharam e acabaram expulsos. Com o resultado, a Raposa foi aos 17 pontos. O Galo permanece com 21 pontos na liderança, mas pode ver a distância diminuir no topo do Campeonato Mineiro.

Os dois tempos do jogo foram bem distintos. No primeiro, partida morna, com baixíssima intensidade e pouca emoção. Na etapa final, a partida melhorou e teve boas oportunidades para os dois lados. Mesmo com um time tecnicamente pior, o Cruzeiro mostrou mais interesse em toda a partida diante de um rival “tranquilo” na maior parte do tempo e anulado em seu ataque.

Quem foi bem: Sobis lidera ataque do Cruzeiro
Rafael Sobis não foi o cara da partida, mas sua experiência foi muito importante para o Cruzeiro sair vitorioso. Sua agilidade para servir Airton garantiu o único gol do jogo. Méritos também para Fábio, que fez um milagre quando o jogo ainda estava empatado.

Quem foi mal: Hulk entra mal e acaba expulso
Hulk entrou mal no segundo tempo e também ficou abaixo das expectativas, assim como o restante do time alvinegro. Bastante pilhado, acabou expulso nos acréscimos da partida.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Esporte

Flamengo vence Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa

Publicado

em

Um jogaço, digno das duas melhores equipes do país. Com direito a golaços, muitas chances de ambos os lados e disputa de pênaltis, o Flamengo venceu o Palmeiras nas cobranças por 6 a 5 — após empate em 2 a 2 no tempo normal — e sagrou-se bicampeão da Supercopa do Brasil no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Os gols foram marcados por Raphael Veiga (2) para o Palmeiras – sendo um deles uma pintura – e Gabigol e Arrascaeta para o Flamengo.

Em 2020, o Rubro-Negro já havia sido campeão da competição ao vencer o Athletico-PR por 3 a 0. A Supercopa do Brasil reúne os vencedores do Brasileiro e da Copa do Brasil da temporada.

Na próxima semana, o Flamengo vira a chave para o Campeonato Carioca, onde tem pela frente o clássico com o Vasco na quarta-feira (14), mesmo dia em que o Palmeiras decide a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia (ARG).

Os melhores – Arrascaeta e Veiga maestros
Arrascaeta, pelo Flamengo, e Raphael Veiga, pelo Palmeiras, comandaram suas equipes e, além dos bonitos gols, foram os grandes articuladores de jogadas.

Os piores – Arão e Luan falham
Willian Arão falhou no gol de Raphael Veiga ao sofrer um drible desconcertante e também deixou espaços na defesa em outros lances. Já Luan deu um bote errado no gol de Gabigol.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular