Conecte-se conosco

    Política

    Regularização de terras no Matopiba será debatida no Fórum Fundiário

    Publicado

    em

    O diretor-geral do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), Chico Lucas, participa, nesta terça-feira (27), às 14h45, do Fórum Fundiário dos Corregedores do Matopiba. Na oportunidade, apresenta os avanços e os resultados da política de regularização fundiária do Governo do Estado. No evento, também será lançado o Atlas Territorial do Piauí e Sistema de Monitoramento de Conflitos, uma ferramenta para a efetiva governança de terras.

    O Fórum Fundiário dos Corregedores do Matopiba, sob coordenação do corregedor-geral da Justiça do Piauí, desembargador Hilo de Almeida Sousa, é uma agenda conjunta e permanente de interlocução e cooperação técnica entre os estados participantes e, especialmente neste ano de crise sanitária mundial por conta da pandemia da Covid-19, é realizado pela internet.

    O evento contará ainda com outros convidados especiais para esta edição. Camile Bourguignon-Roger, especialista sênior em administração de terras, desenvolvimento urbano, rural e social do Banco Mundial, que apresentará a agenda do banco para a região do Matopiba.

    Ele é o consultor do Projeto Pilares do Crescimento e da Inclusão Social, que vem sendo implementado pelo Governo do Piauí, que tem, entre as metas, a aceleração da regularização fundiária para agricultura familiar, povos e comunidades tradicionais.

    O Fórum Fundiário reúne os corregedores-gerais da Justiça dos estados que formam a região do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) e será realizado especialmente via internet (plataforma virtual Cisco), por sugestão do juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça (CGJ-PI), Manoel de Sousa Dourado, do Núcleo de Regularização Fundiária.

    O evento, oficialmente sediado na capital piauiense deverá ser concluído com a elaboração da “Carta de Teresina”.

    Fonte: CCOM

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular