Conecte-se conosco

Brasil

Justiça suspende retorno de aulas presenciais em escolas do Rio

Publicado

em

A Justiça do Rio de Janeiro determinou a suspensão do retorno das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas que funcionam no município do Rio. Creches e outros estabelecimentos de ensino estavam autorizados a abrir a partir de hoje (5), por um decreto municipal, depois do feriado de dez dias no estado.

A decisão, em caráter liminar, foi tomada pelo Plantão Judiciário ontem (4), a pedido de um grupo de vereadores e deputados estaduais. O Ministério Público do Rio (MPRJ) se opôs à suspensão.

A Justiça considerou que o município do Rio está classificado como bandeira roxa (risco muito alto para a covid-19) e que a taxa de ocupação de leitos de UTI para a doença é considerado “crítico” em todo o estado.

Fonte: Agência Brasil

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

STF anula condenações em Curitiba e mantém Lula elegível

Publicado

em

Por maioria, o STF (Supremo Tribunal Federal) manteve a decisão do ministro Edson Fachin que beneficia o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Foram oito votos a favor e três contra. O julgamento, porém, continua na próxima quinta-feira (22).

O plenário do Supremo começou hoje a discutir sobre o envio do Paraná para o Distrito Federal dos processos da Operação Lava Jato contra Lula. A maioria concordou com a incompetência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar Lula, mas não entrou em consenso sobre o destino dos processos: se o Distrito Federal ou São Paulo. Esse ponto será discutido na semana que vem.

Com a decisão da maioria, fica mantida a anulação das duas condenações contra o ex-presidente, proferidas pela Justiça Federal do Paraná. Com isso, Lula deixou de ser ficha suja e está liberado para disputar eleições caso queira.

Os votos
Votaram a favor da incompetência da 13ª Vara:
Edson Fachin, relator da ação;
Alexandre de Moraes,
Cármen Lúcia,
Ricardo Lewandowski,
Gilmar Mendes,
Dias Toffoli,
Luís Roberto Barroso,
e Rosa Weber.

Votaram contra a incompetência da 13ª Vara:
Nunes Marques
Marco Aurélio Mello
Luiz Fux.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Brasil

Nunes Marques vai analisar ação contra Bolsonaro por conversa com Kajuru

Publicado

em

O ministro Nunes Marques, do STF (Supremo Tribunal Federal), foi sorteado relator da ação movida pelo PSOL contra Jair Bolsonaro (sem partido) após a divulgação de uma conversa entre o presidente e o senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), no último fim de semana.

A notícia-crime foi apresentada hoje e é assinada pelos deputados federais David Miranda (RJ), Fernanda Melchionna (RS), Sâmia Bomfim (SP) e Vivi Reis (PA). Para os parlamentares, o presidente teria tentado “interferir em mandatos no Senado Federal para atingir membros do STF”.

“O regime democrático, por si só, não permite qualquer espécie de intimidação, mormente quando essa intimidação emana de um presidente frente a seus adversários. E mais: uma intimidação que fere de morte uma das funções constitucionais do Congresso Nacional, qual seja, fiscalizar os atos do Poder Executivo”, dizem os deputados na ação.

Na ligação, gravada e divulgada por Kajuru, Bolsonaro pressiona por uma mudança no objeto da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da covid-19, que vai investigar a atuação do governo federal no combate à pandemia, além de analisar os repasses feitos a estados e municípios neste período.

O presidente também deu a entender que, caso haja pedidos de impeachment contra ministros do STF, a instalação da CPI pode ser interrompida. O senador lembrou, então, que já havia apresentado um pedido de impeachment contra Alexandre de Moraes.

“Vamos lá, Kajuru, coisa importante aqui: a gente tem que fazer do limão uma limonada. Por enquanto, o que está aí é um limão, e tá para sair uma limonada. Acho que você já fez alguma coisa. Tem que peticionar o Supremo e colocar em pauta o impeachment [dos ministros] também”, disse Bolsonaro.

(Com Estadão Conteúdo)

Continue lendo

Brasil

Thaís é a décima eliminada do ‘BBB 21’ com 82,29% dos votos

Publicado

em

Thaís foi a décima eliminada do “BBB 21” (TV Globo) e deixou o programa nesta terça-feira com 82,29% dos votos. Em seu discurso de eliminação, Tiago Leifert brincou dizendo que faria uma brincadeira com os confinados e direcionou o discurso as tretas vividas entre Arthur e Fiuk:

Como o paredão foi formado
A formação do paredão começou na prova do líder da última quinta-feira, onde Fiuk foi colocado no berlinda após perder a “rodada do mal” durante a competição. No domingo, o anjo da semana, João Luiz, imunizou sua aliada de jogo, Camilla de Lucas. Em seguida, Caio indicou Thaís para berlinda, justificando que o motivo foi o afastamento dos dois durante o jogo. Na sequência, os brothers foram para a votação no confessionário e Arthur e Pocah foram os dois mais votados da semana e foram direto ao paredão.

Fiuk, Arthur e Pocah disputaram a prova bate e volta. A funkeira foi a sortuda da semana e se salvou da berlinda.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular