Conecte-se conosco

Política

CCBB Educativo disponibiliza acervo digital de arte-educação

Publicado

em

O Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo,  ambém está com as atividades presenciais suspensas para prevenir a propagação de covid-19, mas o Programa CCBB Educativo continua ativo pelo site www.ccbbeducativo.com, com o conteúdo ampliado das ações realizadas presencialmente entre 2018 e 2020.

São mais de 100 títulos de eventos que reúnem relatos de especialistas, resumos, arquivos, vídeos e links. Os conteúdos são direcionados para todos os públicos, especialmente para estudantes, professores e comunidade escolar.

Para conhecer a atuação do CCBB na área de arte e educação, acesse www.ccbbeducativo.com e depois busque a seção Arquivo Vivo, onde está todo o material com opções de filtros por ano, mês, cidade e atividade. É possível navegar por eventos realizados nas quatro unidades do Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília.

O que tem no Arquivo Vivo

Textos, fotografias, vídeos de cursos e eventos dos segmentos Lugar de Criação, Transversalidades, Múltiplo Ancestral, Com a Palavra e Laboratório de Crítica, já realizados nos CCBBs, estão preservados no Arquivo Vivo.  Alguns destaques são: cursos com Divino Sobral, Fernando Maculan, Denilson Baniwa, Beatriz Lemos, Julia Rebouças, Monica Hoff, Leno Veras, Paulo Tavares, Renata Bittencourt; atividades com Lia Chaia, Leo Ladeira, Sallisa Rosa, Benedikt Wiertz, Alice Shintani, Jorge Menna Barreto, Fabio Cypriano; visitas mediadas por Fernanda Pitta, Renato Cymbalista, Eloisa Brantes, Negro Leo, GOG.

Exemplos

Eu Posso, Podemos. Grupo Batucadeiros. Múltiplo Ancestral – março de 2020, Brasília.

O grupo Batucadeiros mostrou na prática, durante o evento, como a música motiva, reúne, abre caminhos. Ali, artistas produzem sons, estimulam a plateia, e logo eles formam um só grupo. Os sons são as palmas, estalar dos dedos, batidas no peito. A ideia é essa, mostrar que o corpo é também uma ferramenta de comunicação sonora e de contato com o outro e o mundo. O Batucadeiros nasceu em 2001 no Recanto das Emas, região administrativa do Distrito Federal, como um projeto para crianças e adolescentes. Hoje, é um movimento de resgate da cidadania e construção identitária. A música corporal é seu principal recurso para a atividade educativo-musical.

Imagina Rio & Deriva Fluvial.  Lugar de Criação com o coletivo Às Margens – julho de 2019, BH.

A importância da água, dos rios, as cidades e as ações desenvolvidas a partir dessa percepção. O coletivo Às Margens, formado pelas urbanistas Aline Francesquini e Isabela Izidoro, levou à criação da oficina de jovens que pesquisou rios e criou o Imagina Rio, um jogo de tabuleiro sobre rios e aspectos marcantes da cidade onde moram. Esse trabalho foi levado para o pátio do CCBB na capital mineira e tornou-se logo atração. No dia seguinte, as arquitetas completaram o trabalho levando para o espaço outro jogo, Deriva Fluvial, um convite a visitar, investigar, sinalizar cursos d’água sob asfalto ou sob a terra que alimentam a vida da cidade. Jovens, professores e monitores se engajaram encantados na experiência.

O Cinema como Paisagem Onírica. Transversalidades – junho de 2019, Brasília

Ficou a cargo da curadora e pesquisadora Lila Foster tratar sobre um tema que conquista um público amplo, de todas as idades. Ela propôs uma reflexão a partir dos primórdios, do surgimento da sétima arte, seguindo para os experimentos cinematográficos, a animação, o cinema experimental e a produção contemporânea, para chegar à importância do cinema em sala de aula como instrumento de educação.

Da Exposição à Sala de Aula (Transversalidades – outubro de 2019, SP)

Participação da doutora em artes Rejane Coutinho, que tem a sua marca no Programa CCBB Educativo. Em sua explanação, ela voltou o olhar passado para compreender o presente e retomou experiências para fundamentar processos formativos de educação. Foi ela quem coordenou, entre 2001 e 2007, a formação dos educadores mediadores no Centro Cultural, quando a instituição abria a sede de São Paulo (as do Rio de Janeiro e de Brasília já funcionavam). Era um momento de virada no mundo das artes, quando as grandes exposições dos anos de 1990 atraíram grandes públicos a museus e centros culturais.

CCBB São Paulo

O Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo foi inaugurado em 21 de abril de 2001. O edifício localizado no coração histórico da cidade, na região turística conhecida por Triângulo SP – área geográfica entre o Pateo do Collegio, Mosteiro São Bento e Largo São Francisco, foi comprado em 1923 pelo Banco do Brasil. Em 1927, após uma reforma projetada pelo arquiteto Hippolyto Pujol, tornou-se a primeira agência em imóvel próprio do Banco do Brasil na capital paulista.

Em outubro de 1999 foram iniciadas as obras para que o prédio se tornasse o Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. Os elementos originais foram restaurados, mantendo assim as linhas que o tornam um dos mais significativos exemplos da arquitetura do início do século 20.

O CCBB oferece uma programação regular e acessível a todos os públicos, contemplando as mais diversas manifestações culturais, nas áreas de artes plásticas, audiovisual, música, dança, teatro, palestras, debates, além de programa educativo, que atua para potencializar a programação.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Wellington Dias propõe parcerias em defesa do clima ao presidente dos EUA

Publicado

em

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, e outros governadores do Brasil encaminharam uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Na carta os governadores manifestam compromisso para trabalhar em sintonia com o Acordo de Paris e em favor das questões ambientais.

“São governadores de diferentes partidos que apontam uma necessidade de termos uma posição clara em ralação à nossa responsabilidade com a vida, com a biodiversidade e, inclusive, para evitar novas pandemias. Queremos a garantia de proteção das florestas nativas e do cumprimento do Código Florestal”, disse o governador Wellington Dias.

O governador Wellington Dias defende o aumento da produtividade ao invés de mais desmatamento, o cuidado com populações indígenas. Ele fala ainda sobre a necessidade da criação de alternativas de renda que não seja o desmatamento. “Nosso compromisso é com o momento atual e também com as futuras gerações”, disse.

Na carta, os governadores manifestam interesse no desenvolvimento de parcerias, com o objetivo de impulsionar a regeneração ambiental, o equilíbrio climático, a redução de desigualdades, o desenvolvimento de cadeias econômicas verdes nas Américas e a criação de um novo modelo civilizatório saudável e resiliente a pandemias.

No documento, há a defesa de uma coalização dos Governadores Pelo Clima, uma união ampla, envolvendo progressistas, moderados e conservadores, de situação e de oposição, dos mais diversos partidos que desejam uma construção colaborativa de soluções em defesa da humanidade e de todas as espécies de vida.

Com a decisão de Joe Biden de fortalecer a agenda ambiental internacional e o Acordo de Paris, os governadores do Brasil manifestam a intenção de implementar ações conjuntas, propondo a cooperação entre os Estados Unidos e os governos estaduais brasileiros, responsáveis pela maior parte da Floresta Amazônica.

Fonte: CCOM

Continue lendo

Política

Wellington Dias espera que uso da vacina Sputinik seja aprovado até sexta-feira

Publicado

em

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias, disse, nesta segunda-feira (12), que há expectativa de ter uma decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a importação da vacina Sputinik até a próxima sexta-feira (16). O imunizante foi comprado pelos estados nordestinos em parceria com o Ministério da Saúde. “O próprio Ministério da Saúde também fez uma compra de doses dessa vacina”, afirmou.

Segundo o governador, a Sputinik tem boa eficácia na imunização, é usada por 58 países. “Queremos essa decisão com base na Lei 124 de 2021, em que o Congresso Nacional determina que vacina já aprovada por agência reguladora de outro país possa ser utilizada em nosso país”, explica Wellington.

Para ele, o Brasil precisa de vacinas. “Esperamos a decisão da Anvisa em primeiro lugar e, em caso de não aprovação, iremos recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF)”, afirmou Wellington Dias.

Fonte: CCOM

Continue lendo

Política

Dr. Pessoa entrega praça e complexo esportivo na zona Norte

Publicado

em

Dando continuidade ao cronograma de entrega de obras dos 100 dias da nova gestão, o prefeito de Teresina doutor Pessoa inaugura na manhã desta terça-feira (13), obras na zona norte da capital.

Entre os empreendimentos a serem entregues está a praça do residencial Inglaterra. O local contou com R$ 309.438,27 (trezentos e nove mil quatrocentos e trinta e oito reais e vinte e sete centavos) em investimentos com recursos próprios da prefeitura.
Também será inaugurada a reforma do campo de futebol do bairro Nova Brasília, na zona Norte da cidade. Com um investimento de R$ 91.372,66 (noventa e um mil, trezentos e setenta e dois reais e sessenta e seis centavos), a obra será uma opção de lazer no local, além de fomentar o esporte na região.

O prefeito finalizará a agenda da manhã visitando a revitalização das alças da ponte primavera e estaiada que sofreu a ação de grafiteiros. A ação visa preservação do bem público.

Da Redação

Continue lendo

Popular