Conecte-se conosco

Cidades

Vacinação contra Covid-19 começa em 22 de janeiro no Piauí, afirma secretário

Publicado

em

O secretário de Saúde, Florentino Neto, afirmou nesta terça-feira (22)  que o primeiro lote das vacinas Coronavac, produzidas pela China e Instituto Butantã, de São Paulo, chegará ao Piauí no dia 21 de janeiro de 2021.

Segundo o secretário, a ampla vacinação da campanha começa dia 22 de janeiro. Serão mais de 196 mil lotes de doses da Coronavac. Inicialmente serão imunizadas pessoas a partir de 75 anos de idade para cima, que são os grupos prioritários.

“O Ministério da Saúde informou a todas as secretarias de saúde, que o Plano Nacional de Imunização, confirma que enviará para os estados no dia 21 de janeiro as vacinas correspondentes ao 1° lote da primeira etapa de vacinação contra o novo coronavírus. O Piauí receberá 196.439 doses que são suficientes para vacinar os profissionais de saúde e as pessoas acima de 75 anos”, garantiu o secretário.

“Temos toda uma estrutura logística na Sesapi que nos permitirá distribuir essas doses o mais rápidos possível. Além disso, estamos dialogando com o sindicato dos transportadores que tem a intenção de nos ajudar. Em 24h queremos que as doses estejam já nos municípios para serem aplicadas conforme o programa de imunização”, completa,  Florentino Neto.

Por determinação do Governador Wellington Dias o estado do Piauí também assinou um memorando de entendimento com o Instituto Butantan, garantindo dessa forma um “Plano B” para a vacinação no estado.

“Devido a todos esses pontos, além dos trabalhos que já vem sendo realizados em várias frentes para o enfrentamento a pandemia, a partir do dia 21 de Janeiro vamos deflagrar a campanha de vacinação contra a Covid-19 para que possamos vencer essa guerra que estamos travando de forma definitiva”, conclui o secretário.

Da Redação
Com informações da Sesapi

Cidades

Empresários e trabalhadores de bares protestam contra decreto

Publicado

em

Empresários e trabalhadores de bares e restaurantes fizeram um protesto nesta quarta-feira (3) em frente à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) por conta do decreto do governo do estado.

Eduardo Rufino, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no Piauí, afirmou que a categoria cobra mais leitos nos hospitais e uma maior fiscalização àqueles que descumprem o decreto, além do não fechamento dos estabelecimentos.

“Queremos mais leitos clínicos, com mais profissionais de saúde e mais bem remunerados, precisamos que eles não nos aterrorizem com esse abre e fecha, que nós temos provas de que isso não funciona, tem um ano fazendo a mesma coisa e não funciona”, declarou Eduardo.

O presidente do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia do Piauí, Franklin Batista, questionou o fechamento de leitos de UTI no estado.

“Está constatado que o problema na nossa saúde não é só a disseminação da covid-19, mas também a falta dos hospitais de campanha, a retirada dos 169 leitos de UTI do estado, nossa saúde é que está precisando ser cuidada e não serem fechados os estabelecimentos como bares, restaurantes e similares”, explica.

Da Redação

Continue lendo

Cidades

Rio Longá sobe e atinge cota de inundação em Esperantina

Publicado

em

A prefeitura da cidade de Esperantina, por meio da Secretaria de Assistência Social, começou a retirada de famílias ribeirinhas, após o nível do rio Longá atingir cerca de 6,74, que é acima da cota de alerta.

De acordo com a Prefeitura de Esperantina, espaços públicos para abrigar as famílias que já foram atingidas nos bairros Batista de Amorim, Pedreiras e Nova Esperança.

O secretário de Assistência Social, Walter Sousa, esteve pessoalmente vistoriando as áreas ribeirinhas e determinando a retirada das famílias mais próximas, porque há previsões de muita chuva nas próximas horas e o risco de mais enchente.

Esperantina, segundo o centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres naturais (CEMADEN), tem risco hidrológico alto.

Com informações da Prefeitura de Esperantina

Continue lendo

Cidades

PRF apreendeu R$ 17 milhões em drogas no Piauí em 2020

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal divulgou na manhã desta quarta-feira (3) os números referentes ao cenário de combate à criminalidade durante o ano de 2020. Ao todo, foram 1.498 pessoas presas pelo cometimento de diversos crimes. Com relação ao combate ao tráfico de drogas, Foram 43 pessoas presas por esse crime resultando na apreensão de 436,0kg de maconha, 145,7kg de cocaína e 14,2kg de crack.

Segundo a PRF, o diferencial esse ano foi a qualidade da droga apreendida, principalmente por se tratar, na sua maioria, de cloridrato de cocaína, pasta base e skunk que são drogas de alto teor de pureza. Por ter um alto valor, a PRF deu um prejuízo aos traficantes na ordem de R$ 17.521.704,00.

De acordo com a PRF, foram realizadas a apreensão de 1.929 unidade de anfetaminas, resultado que representa um aumento de 63,8% se comparado ao ano de 2019. A maioria das apreensões ocorreram na posse de condutores de veículos de carga que utilizam esse medicamento para permanecer mais tempo acordado e consequentemente dirigindo. Todas as pessoas flagradas nesse tipo de ocorrência foram autuadas e responderão pelo crime de porte de droga para consumo.

Com relação ao crime de contrabando, a PRF prendeu 13 pessoas pelo cometimento desse tipo criminal e apreendeu 630.100 maços de cigarros, um prejuízo de R$ 3.150.500,00 às organizações criminosas.

No combate aos crimes ambientais, a PRF PI superou em 25,0% a quantidade de madeiras apreendidas em 2019. Foram 2.779,92 m³ de madeira que daria pra construir 1.854 casas populares. Toda a madeira foi apreendida e encaminhada aos órgãos ambientais.

A PRF afirma que realizou a apreensão de 1.929 unidade de anfetaminas, resultado que representa um aumento de 63,8% se comparado ao ano de 2019. A maioria das apreensões ocorreram na posse de condutores de veículos de carga que utilizam esse medicamento para permanecer mais tempo acordado e consequentemente dirigindo. Todas as pessoas flagradas nesse tipo de ocorrência foram autuadas e responderão pelo crime de Porte de Droga Para Consumo.

Com relação ao crime de contrabando, a PRF prendeu 13 pessoas pelo cometimento desse tipo criminal e apreendeu 630.100 maços de cigarros, um prejuízo de R$ 3.150.500,00 às organizações criminosas.

No combate aos crimes ambientais, a PRF PI superou em 25,0% a quantidade de madeiras apreendidas em 2019. Foram 2.779,92 m³ de madeira que daria pra construir 1.854 casas populares. Toda a madeira foi apreendida e encaminhada aos órgãos ambientais.

A instituição registrou também 699 pessoas que foram presas cometendo Crimes de Trânsito. Isso representa um aumento de 26,6% se comparado ao ano de 2019, indicando o trabalho da PRF em dar segurança às pessoas que transitam por nossas rodovias federais.

A PRF no Piauí analisa que esses índices positivos representam o esforço e a dedicação de cada Policial Rodoviário Federal norteado pelos valores da instituição.

Com informações da PRF
Foto: Divulgação/PRF

Continue lendo

Popular