Conecte-se conosco

Esporte

Tiger Woods sofreu ‘lesões múltiplas nas pernas’ e passa por cirurgia

Publicado

em

Após sofrer um grave acidente de carro em Los Angeles, na Califórnia, o astro norte-americano do golfe Tiger Woods está sendo operado no Harbor-UCLA Medical Center.

“Tiger Woods sofreu um acidente de carro esta manhã na Califórnia, e teve lesões múltiplas nas pernas”, confirmou Mark Steinberg, agente do atleta, ao site ‘Golf Digest’. “Ele está atualmente em cirurgia. Agradecemos a privacidade e o apoio”, completou.

Woods capotou o carro enquanto trafegava pela Hawthorne Boulevard, na região de Rancho Palos Verdes. Ele era o único ocupante do veículo, que ficou destruído.

Imagens aéreas do local do acidente mostram o veículo a cerca de 30 metros da estrada. Fontes da polícia revelaram ao jornal Los Angeles Times que Woods estava viajando em alta velocidade quando perdeu o controle do veículo. O SUV teria rodado na pista várias vezes antes de capotar.

A organização do PGA Tour divulgou um comunicado sobre o acidente. “Fomos informados do acidente de carro que Tiger Woods sofreu hoje. Aguardaremos para mais informações quando ele sair da cirurgia. Em nome do PGA Tour e de nossos jogadores, Tiger está em nossas orações, e terá nosso total apoio enquanto se recupera”, diz o texto.

Freddy Riley, presidente o Masters Tournament, de Augusta, na Georgia, afirmou que a notícia do acidente “perturbou a todos”. “Estamos orando por ele, por sua plena recuperação e por sua família durante esse momento difícil”.

A Nike, patrocinadora que esteve com Woods por quase 25 anos, também divulgou uma nota. “Estamos acompanhando as notícias sobre Tiger, nossos pensamentos e corações estão com ele e sua família neste momento”.
Lenda do golfe e polêmico
Um dos maiores nomes da história do golfe, Tiger Woods iniciou a carreira profissional em 1996. O americano venceu cinco vezes o Masters Tournament, um dos quatro principais campeonatos de golfe profissional chamados de Major. Ele ainda faturou três vezes o US Open, quatro vezes o PGA Championship e três vezes o British Open.

Ele viveu o auge da carreira no começo dos anos 2000, e chegou a ser o número 1 do mundo por 683 semanas. Fora dos campos de golfe, ele foi um dos maiores garotos-propaganda do esporte, mas viu a condição ser abalada após uma série de escândalos na vida pessoal: traições, lesões, depressão e confusões fora dos campos que tomaram as manchetes.

Em 2019, depois de 11 anos, ele voltou ao pódio com a conquista do Masters de Augusta. O último título havia sido em 2008, quando levou o US Open.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *