Conecte-se conosco

    Cidades

    Serviços do Detran voltam a funcionar normalmente

    Publicado

    em

    Serviços do Detran voltam a funcionar normalmente

    Os sistemas do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran), Renavam (veículos) e Renainf (infrações), voltaram a operar em sua totalidade. A falha, ocasionada por uma avaria nos equipamentos da Agência de Tecnologia da Informação do Estado (ATI), foi solucionada ainda na última sexta-feira (20), e a atualização do banco de dados do Detran, necessária para a normalização dos serviços, foi concluída nesta madrugada.

    “Após a solução da avaria nos equipamentos da ATI, os técnicos da Agência de Tecnologia, em conjunto com técnicos do Detran, trabalharam intensamente na atualização do nosso banco de dados para que as informações relativas a veículos e infrações, bem como a interligação com demais órgãos fiscalizadores do trânsito, fossem normalizados o mais rápido possível e assim, os usuários pudessem realizar seus atendimentos sem transtornos”, explicou o diretor-geral do Detran, Garcias Guedes.

    O gestor destacou que os usuários que possuíam agendamentos para os dias de inoperância dos sistemas, não serão prejudicados. Os mesmos, poderão se dirigir à sede do Detran, ou postos de atendimento pela cidade, para realizar o seu serviço. “Não será necessário fazer um novo agendamento, mas pedimos aos usuários que procurem o Detran ao longo dos próximos dias para que possamos evitar aglomerações”, disse o diretor.

    O Detran, em parceria com a ATI, está trabalhando para modernizar os sistemas a fim de reduzir as falhas e oferecer um melhor serviço aos usuários. E a perspectiva é que o novo sistema Renavam seja implantado até o final do ano, tornando os serviços relacionados a veículos, como emplacamento e transferências, mais modernos e ágeis.

    Fonte: CCom

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Banca de Jornal

    Propaganda