Conecte-se conosco

Política

PF encontra dois celulares com Daniel Silveira e abrirá investigação

Publicado

em

A PF (Polícia Federal) encontrou nesta quinta-feira (18) dois celulares com o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) na sala em que ele estava detido na superintendência da corporação no Rio de Janeiro. A atitude do parlamentar será agora investigada pela PF, já que Silveira não poderia se comunicar de forma livre desde anteontem, quando foi preso por determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes.

Segundo a PF, os celulares foram apreendidos na tarde de hoje em uma sala da SRRJ (Superintendência Regional da Polícia Federal no Rio de Janeiro), onde Silveira estava detido aguardando pela audiência de custódia. Na audiência, foi definida a manutenção da prisão do deputado, que será transferido para o Batalhão Especial Profissional da Polícia Militar do Rio, em Niterói (RJ).

André Rios, advogado de Silveira, disse que não tinha ciência da apreensão e espera que o inquérito policial que será aberto pela PF esclareça o fato.

“Eu não tenho ciência disso, acho que é uma operação que a própria PF vai fazer e vai chegar ao que se deu essa apreensão, quem é o responsável”, afirmou Rios em entrevista à CNN Brasil.

Com a manutenção da prisão na audiência de custódia, que avaliava eventuais ilegalidades na decisão tomada por Moraes, Silveira agora aguarda uma nova definição da Câmara dos Deputados. Amanhã, às 17 horas (de Brasília), a Casa terá uma sessão deliberativa para tratar da apreciação da medida cautelar do STF contra o parlamentar.

Caberá aos deputados definirem em plenário se a prisão será mantida ou não. A decisão será tomada por maioria absoluta dos parlamentares.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda