Conecte-se conosco

Cidades

“Nós tínhamos um caso”, afirma enfermeiro acusado de estuprar cunhada

Publicado

em

O enfermeiro Ricardo da Silva Paz, acusado de estuprar a cunhada em apartamento de um hospital privado de Teresina, afirmou neste sábado (5) que não houve estupro, pois mantinha um caso com a cunhada. O enfermeiro acrescentou que tem como provar o caso, pois possui mensagens de whatsapp.

“Nós já tínhamos um caso há mais de um ano. Eu já vinha tentando terminar esse nosso caso, pois minha esposa estava desconfiando. Eu, com medo de perder minha família, tava tentando me distanciar desse situação que estava me deixando numa situação ruim”, explica.

O enfermeiro acrescentou que tem como comprovar que tinha um caso com a cunhada, pois possui conversas de whatsapp.

“Eu tenho conversas por whatsapp com ela. Essas provas estão com os nossos advogados para provar a minha inocência. Tudo vai ser esclarecido pela nossa defesa”, destaca.

Conforme Ricardo da Silva, a sua cunhada não tomou nenhum medicamento e acrescentou que a relação foi consensual.

“Ela me acusou de estupro naquela noite no hospital. Nós tínhamos uma relação extraconjugal e não tinha necessidade de estupro. Eu confesso que não precisou ela tomar nenhum medicamento, porque nossa relação já era bastante costumeira entre nós”, finaliza.

Da Redação
Com informações do pauta judicial