Conecte-se conosco

Cidades

No Piauí, dois municípios não registram morte por Covid-19, diz Sesapi

Publicado

em

No Piauí, dois municípios não registram morte por Covid-19, diz Sesapi

Foram registrados, no Piauí, 1.224 casos confirmados e 16 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Hoje, também foram confirmados mais cinco óbitos acumulados de períodos anteriores e que estavam em investigação epidemiológica, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta quinta-feira (20).

Dos 1.224 casos confirmados da doença, 662 são mulheres e 562 são homens, com idades entre um e 99 anos.

Nove mulheres e sete homens não resistiram às complicações da Covid-19. Eles eram naturais de Floriano (91 anos), Miguel Alves (41 anos), Parnaíba (61 anos), Piracuruca (57 anos), Piripiri (69 anos), São João do Piauí (42 anos) e Teresina (41 anos).

Já as mulheres eram de Anísio de Abreu (59 anos), Luís Correia (83 anos), Parnaíba (78 anos), Paes Landim (85 anos), São João do Arraial (78 e 86 anos), São Miguel do Fidalgo (59 anos), Simplício Mendes (85 anos) e Várzea Grande (17 anos).

Dos óbitos acumulados todas as vítimas eram de Teresina. Uma mulher (61 anos) e quatro homens ( 34, 53, 67 e 76 anos).

Os casos confirmados no estado somam 263.251 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 5.718 e foram registrados em 222 municípios.

Várzea Grande registrou a primeira morte pela COVID-19. Agora, apenas Massapê e São Luís do Piauí não possuem óbitos pela doença.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 1.072 ocupados, sendo 662 leitos clínicos, 376 UTIs e 34 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 16.454 té o dia 20 de maio de 2021.

A Sesapi estima que 256.461 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

No Piauí, dois municípios não registram morte por Covid-19, diz Sesapi

Da Redação

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda