Conecte-se conosco

    Economia

    MTST invade a Bolsa de Valores de SP em protesto

    Publicado

    em

    MTST invade a Bolsa de Valores de SP em protesto

    Ativistas do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) invadiram no início desta quinta-feira (23) B3, sede da Bolsa de Valores brasileira, no centro São Paulo, em protesto contra a fome, a inflação e o desemprego.

    Como as negociações na Bolsa são feitas eletronicamente, os protestos não afetaram os negócios. Por volta das 15h15, o Ibovespa operava em alta, de 1,58%.

    Segundo o movimento, o local foi escolhido por simbolizar a “especulação” e a “desigualdade social”.

    “Ocupamos a Bolsa de Valores de São Paulo, maior símbolo da especulação e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho é cada vez mais precário. Quem segura o Bolsonaro lá são os donos do mercado!”, publicou o perfil da organização no Twitter.

    “Os lucros recordes dos bancos, o aumento de grandes fortunas e o surgimento de 42 novos bilionários no mesmo país onde a insegurança alimentar atinge mais de 116 milhões de pessoas e a fome já é uma realidade para mais de 19 milhões precisa acabar”, continuaram.

    Em uma série de tweets, o MTST disse que a Bolsa mostra a existências de dois Brasis, “um Brasil em que a bolsa está cheia de valores e um Brasil em que a bolsa da maioria da população está vazia”.

    Em nota, o movimento disse que essa manifestação dá início a uma campanha que irá realizar ações nos próximos meses em todo o país.

    O coordenador do MTST e pré-candidato ao governo paulista, Guilherme Boulos (PSOL), publicou nas redes sociais sobre o protesto. “A voz do povo pela primeira vez na Bovespa!”, escreveu.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular