Conecte-se conosco

Cotidiano

MEC anunciará resultados do IDEB no dia 15 de setembro

Publicado

em

O Ministério da Educação (MEC) divulgará os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019 e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2019 na próxima terça-feira, 15 de setembro, em coletiva de imprensa a ser realizada às 9h30, na sede do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Escolas públicas estaduais do Piauí aguardam, ansiosas, os resultados na expectativa de uma evolução no desemprenho dos estudantes.

Na ocasião, estarão presentes o ministro da Educação, Milton Ribeiro; o presidente do Inep, Alexandre Lopes; e o diretor de Estatísticas Educacionais do instituto, Carlos Eduardo Moreno Sampaio; que fará a apresentação dos dados. Tanto o Ideb quanto o Saeb são produzidos pelo Inep.

A diretora do Centro Estadual de Tempo Integral (CETI), Djanira Alencar, revela que ao longo dos 11 anos na modalidade tempo integral, fez-se um trabalho de qualidade junto a comunidade escolar, sem medir esforços para obter bons resultados.

“Toda equipe pedagógica tem se comprometido com uma educação de qualidade e já colhemos frutos, como um índice que chega a 80% de aprovação em universidades públicas pelo Enem ou com bolsa em particulares. Isso nos mostra que estamos no caminho certo, onde a educação tem impactado na educação dos alunos. Todos os anos, a partir do nosso trabalho, aguardamos os resultados como do IDEB com uma grande expectativa, pois acreditamos na qualidade dos nossos esforços. Temos uma noção que mais uma vez superaremos a nossa meta que é 5,9, por conta do trabalho realizado, principalmente em 2019. Temos percebido a evolução. Acredito que será um dia de festa pra nós”, destaca a diretora.

O secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, explica que o Ideb é um dos principais indicadores da Educação para medir a qualidade da aprendizagem e, a partir dele, estabelecer metas para a melhoria do ensino.

“O Ideb é calculado com base em dois componentes: aprovação, com dados obtidos por meio do Censo Escolar, e aprendizagem, baseado no desempenho dos estudantes nas provas de português e matemática aplicadas pelo Saeb. A média desses componentes gera uma nota que pode variar de zero a dez. Pelo resultado do Ideb, estados, municípios e escolas podem identificar suas dificuldades e traçar planos para melhorar o seu desempenho. Por exemplo, se uma escola deixa de atingir a meta porque os estudantes não tiveram boas notas na prova de matemática, ela pode realizar um projeto de reforço com os estudantes para melhorar o aprendizado da disciplina. Por isso, o indicador é tão importante e os avanços devem ser comemorados”, explica.

De acordo com Ellen Gera, o Estado do Piauí avançou muito nos últimos anos na área da educação. Consolidou ações que permitiram aumento do acesso à escola pública e melhoria na qualidade do ensino. “No ano de 2017 foi criado o Pacto Pela Aprendizagem, com a expectativa de aprimorar a qualidade do ensino e aprendizagem das escolas públicas da rede estadual. A proposta foi construir um conjunto de ações a curto, médio e longo prazo, com o objetivo de elevar o grau de aprendizagem dos alunos em todos os níveis de ensino, corrigir o fluxo educacional e garantir educação na idade certa, reduzindo os índices de distorção idade-série, de evasão e de abandono em todos os níveis educacionais, com metas específicas para cada etapa de ensino. Um outro foco é a formação cidadã, professores de excelência, gestores reconhecidos como líderes tendo uma escola acolhedora e inclusiva”, esclarece o secretário.

O Pacto Pela Aprendizagem tem como meta implementar as ações que já vinham sendo desenvolvidas, alinhadas ao Plano Nacional de Educação e ao Plano Estadual de Educação, associado ao plano de investimentos do governo do estado no eixo Educação, tendo sua organização pautada em sete em 7(sete) pilares estratégicos.

As ações de ensino e aprendizagem de forma engrenada nesses pilares contribuem para os avanços dos resultados educacionais do estado do Piauí. “Ações como o Circuito de Gestão, Mais Aprendizagem, Avaliação Global Integrada, Poupança Jovem, Acompanhamento Pedagógico sistemático, Caravanas pedagógicas, Programa de Mediação Tecnológica, visitas técnicas às escolas. A continuidade dessas ações nos dá boas perspectivas de crescimento no Ideb que será divulgado ainda esse mês”, destaca ainda Ellen Gera.

Sobre o IDEB
O IDEB também é um importante condutor de política pública em prol da qualidade da educação. É a ferramenta para acompanhamento das metas de qualidade para a educação básica, que tem estabelecido como meta para 2022, alcançar média 6 – valor que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável ao dos países desenvolvidos.

A diretora da Unidade de Ensino e Aprendizagem, Maria Jose Mendes Neta, destacou que em 2019, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc-PI) criou o “Se Liga no Saeb”, um programa “guarda-chuva” que norteou as escolas, as Gerências Regionais e a própria equipe da Seduc em como trabalhar, mobilizar e engajar todos os atores que fazem parte do processo de avaliação do SAEB.

“Para os gestores escolares, o foco principal é o aluno e o interesse é fazer com que ele aprenda e o resultado do Ideb atesta que estão no caminho certo e que a aprendizagem está acontecendo com qualidade. São vários os fatores que levam a esse resultado, sendo imprescindível levar em consideração o interesse dos alunos, a equipe pedagógica qualificada e comprometida com a escola, além do trabalho que vem sendo desenvolvido em um modelo de gestão democrática e participativa. Outro detalhe importante que auxilia chegar na meta é a parceria dos pais, apoio das Gerências Regionais e equipe central da Seduc”, finaliza a diretora.

Em junho, finalizou o prazo para representantes das instituições de ensino verificar os dados preliminares do IDEB e apresentar recursos ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Saeb 2019 contou com a aplicação de testes para 7,6 milhões de estudantes matriculados em 291 mil turmas em todos os sistemas de ensino e regiões brasileiras. No Piauí, 31.214 dos 35.707 alunos matriculados no 3º ano do Ensino Médio, 9º e 5º anos do Ensino Fundamental da rede pública estadual realizaram a prova, uma taxa de presença de 90%.

Serviço
Divulgação dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019 e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2019.
Data: 15 de setembro de 2020, terça-feira
Horário: 9h30
Local: Auditório do Inep | Setor de Indústrias Gráficas (SIG) Quadra 4 Lote 327 | Brasília-DF
Contato: [email protected] | (61) 2022-3630 e (61) 98185-3601

Fonte: CCOM

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

APL pede tombamento do prédio do Meduna

Publicado

em

A Academia Piauiense de Letras (APL) solicitou ao prefeito de Teresina, José Pessoa Leal (Dr. Pessoa), o tombamento do prédio que abrigou o Hospital Meduna, no bairro Cabral, zona Norte da capital.

A solicitação foi motivada pelo recente noticiário dando conta de que o imóvel seria demolido. O assunto foi discutido em três sessões da Academia. A posição da APL foi aprovada por unanimidade.

No ofício encaminhado ao prefeito, com data de 1º deste mês, o presidente da APL, Zózimo Tavares, destaca que o remanescente da antiga edificação do Meduna, inaugurada em 1954, é dotada de valor histórico, merecendo proteção.

“Não há dúvidas de que o Sanatório Meduna, pelo seu passado, desperta o interesse público, por se tratar de instituição que prestou serviços relevantes à comunidade local por mais de mais 50 anos, constituindo, de tal modo, parte da história de Teresina”, assinala.

A previsão de tombamento dos bens representativos do patrimônio cultural, artístico e arquitetônico, do Município de Teresina, é matéria disciplinada na Lei de Tombamento (n.º 3.602 de 27.12.2006).

Com informações da APL

Continue lendo

Cotidiano

Com recorde de rejeição, Karol Conká é eliminada do BBB21

Publicado

em

Quem saiu do BBB21 nesta terça (23) foi Karol Conká. A participante disputou o Paredão ao lado de Arthur e Gilberto e saiu da casa, com 99,17% dos votos, recorde de rejeição do programa.

Os brothers permanecem no jogo. O instrutor de crossfit recebeu 0,54% dos votos, e Gilberto, 0,29%.

Karol recebeu o carinho dos outros participantes. Pocah e Projota se emocionaram muito. “Vou ficar com saudades”, disse a cantora para o amigo cantor.

“Jorge, mamãe está chegando”, disse Karol ao mandar um recado para o filho.

Os confinados cantaram a música mais famosa da cantora, “Tombei”, antes de ela sair pela porta da casa mais vigiada.

Fonte: globo.com

Continue lendo

Cotidiano

Jovem se afoga em pescaria com amigos no açude Joana em Pedro II

Corpo de Bombeiros foi chamado e ainda não localizou o corpo do adolescente de 16 anos. | www.capitalteresina.com.br |

Publicado

em

Continue lendo

Popular