Conecte-se conosco

    Esporte

    Max Verstappen vence na Bélgica em GP de apenas quatro voltas

    Publicado

    em

    Max Verstappen vence na Bélgica em GP de apenas quatro voltas

    O piloto Max Verstappen, da Red Bull, venceu o GP da Bélgica de hoje, mas ganhou apenas metade dos pontos. A prova foi marcada por muita chuva apenas quatro voltas, 10% das 44 necessárias para concluir o percurso. Com a corrida incompleta, o valor da pontuação de todos os pilotos foi computado pela metade.

    O segundo lugar ficou com George Russell, da Williams, enquanto o atual campeão Lewis Hamilton, da Mercedes, ocupou o terceiro lugar do pódio.

    A prova começou com três horas de atraso uma contagem regressiva de uma hora e os pilotos atrás do safety car, mas em menos de 13 minutos a bandeira vermelha foi novamente acionada. Os pilotos tiveram que voltar para o pitlane mais uma vez sem saber como a prova prosseguiria.

    Nos treinos classificatórios de ontem, os pilotos encaram emoção do início ao fim. As pesadas chuvas atrapalharam muito os atletas e fizeram diferença no grid. O piloto Lando Norris, da McLaren, sofreu um acidente durante a corrida e a engenharia resolveu efetuar a troca da caixa de câmbio do veículo. Essa ação não autorizada gerou uma punição de cinco posições para ele.

    “Perigoso demais”
    O piloto Hamilton fez uma postagem em sua conta no Instagram sobre as condições climáticas em Spa.

    “Pessoal, desculpe a vocês que estão aí esperando. Esta chuva não para. Está perigoso demais para nós sairmos. Coloca todos em risco. A segurança tem que vir primeiro. Envio a vocês positividade e agradeço pela paciência”, postou o heptacampeão da Fórmula 1 em um story da rede social.

    Atual líder do campeonato de pilotos, Hamilton fez o terceiro melhor tempo no treino classificatório de ontem (28) no circuito de Spa-Francorchamps.

    Problemas antes da corrida
    No aquecimento de hoje, Sergio Perez, da Red Bull, bateu o carro em Les Combes. O veículo de Perez deslizou em baixa velocidade contra as barreiras, mas com velocidade suficiente para causar danos à suspensão dianteira. Por causa do acidente, o piloto que estava na sétima posição do grid, quase ficou fora da corrida. Com a suspensão, a equipe consertou o carro e Perez pôde correr.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Banca de Jornal

    Propaganda