Conecte-se conosco

Cidades

Governo investe R$ 500 milhões em obras de mobilidade urbana

Publicado

em

O Departamento de Estradas de Rodagens do Piauí (DER-PI) acelerou o andamento das obras previstas pelo Programa de Restauração e Conservação de Rodovias do órgão, que vai interligar os 224 municípios piauienses por meio de asfaltamento. Ao todo, estão garantidos cerca de R$ 500 milhões para melhorias nos principais corredores de tráfego do estado.

Atualmente, o Piauí conta com 6.500 km de rodovias que cruzam seu território. Desse total, os investimentos estão sendo direcionados para recuperação em 2.000 km, que são os trechos de maior trafegabilidade.

Para conclusão dessa etapa, o Governo do Estado iniciou o asfaltamento das duas últimas estradas mapeadas, sendo uma delas, em Pavussu, de responsabilidade da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrans), com previsão de entrega para março deste ano. Já a outra, em Morro Cabeça no Tempo, será concluída este ano.

Os recursos são encabeçados pelo PRO Piauí, maior programa de investimento da história do Estado, lançado em agosto do ano passado, que tem contribuído para acelerar a construção e conclusão de obras, sobretudo nas áreas de infraestrutura e mobilidade urbana.

De acordo com o diretor-geral do DER-PI, Castro Neto, as ações do programa ocorrem em todos os territórios de desenvolvimento do Piauí. “De norte a sul do estado, temos trabalhado para melhorar a trafegabilidade nas estradas que são cruciais para nosso avanço econômico. Nossa intenção é entregar boa parte dessas obras ainda neste ano”, explica o gestor.

Ações no período chuvoso
Além do asfaltamento dos principais eixos rodoviários, o DER também realiza ações de conservação em 4 mil km de 160 rodovias secundárias, por meio de operação tapa-buraco, roço e restaurações.

“O período chuvoso tem causado alguns transtornos pontuais, mas as equipes do órgão estão atentas para atuar, como já fizemos na PI-113, que liga Teresina a José de Freitas, na rodovia que liga a BR-343 a Cocal e de Cocal à divisa com o Ceará, e no trecho que liga a BR-316 a São Miguel da Baixa Grande”, detalha Castro Neto.

Fonte: CCOM

Banca de Jornal

Propaganda