Conecte-se conosco

Brasil

Fiocruz recebe no sábado ingrediente para 18 milhões de doses, diz governo

Publicado

em

Fiocruz recebe no sábado ingrediente para 18 milhões de doses, diz governo

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) receberá no sábado dois lotes do insumo farmacêutico ativo (IFA) da vacina de Oxford/AstraZeneca, com quantidade suficiente para envasar 18 milhões de doses, e o Instituto Butantan deve receber na semana que vem a próxima remessa de IFA da CoronaVac, afirmou nesta segunda-feira o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz.

Tanto a Fiocruz como o Butantan dependem da chegada de IFA enviado pela China para continuar o processo de fabricação dos dois imunizantes mais usados no país contra a covid-19. No caso do Butantan, o envase foi interrompido na semana passada por falta de insumos da vacina da chinesa Sinovac, enquanto a Fiocruz anunciou que interromperia o envase da vacina da AstraZeneca esta semana até a chegada de um novo lote.

De acordo com o secretário-executivo da Saúde, o governo recebeu a confirmação nesta segunda de que a China embarcará no dia 21, com chegada ao Brasil no dia seguinte, dois lotes que originalmente seriam enviados separadamente nos dias 21 e 28.

“A boa notícia é que hoje recebi a confirmação de que esses dois lotes vão ser embarcados no dia 21 de maio. Então, é uma quantidade suficiente para produção de aproximadamente 18 milhões de doses”, disse Cruz em audiência da comissão temporária de acompanhamento da
O Butantan, que é ligado ao governo de São Paulo —cujo governador, João Doria (PSDB), é desafeto do presidente Jair Bolsonaro— afirma que o IFA está pronto e disponível na China, dependendo apenas de aprovação de envio pelo governo chinês.

Doria informou que, segundo previsão dos chineses, a nova remessa de insumos chega ao Butantan no dia 26 de maio. De acordo com o post do governador nas redes sociais, serão enviados 4 mil litros de IFA. Esta quantidade será capaz de produzir 7 milhões de doses do imunizante.

O Butantan e o governador afirmam que recentes ataques de Bolsonaro à China têm interferido diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos pelos chineses. Nesta segunda-feira, Doria reiterou que o atraso se deve a uma “questão política e diplomática”, mas demonstrou confiança em uma liberação em breve.
Vacinas responsáveis por 99% das doses aplicadas

As vacinas da AstraZeneca e CoronaVac são as duas principais em uso no país contra a covid, sendo responsáveis por 99% de todas as doses aplicadas no país, sendo 69% da CoronaVac e 30% da AstraZeneca. A Pfizer representa o 1% restante.

O Butantan já entregou ao Ministério da Saúde 47,2 milhões de doses da CoronaVac de um total contratado de 100 milhões, enquanto a Fiocruz entregou 30,1 milhões de um primeiro contrato de 104,5 milhões.

Fonte: Folhapress

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Banca de Jornal

Propaganda