Conecte-se conosco

    Esporte

    F1: Verstappen passa Hamilton na última volta e é campeão

    Publicado

    em

    F1: Verstappen passa Hamilton na última volta e é campeão

    Em um fim de prova incrível, Max Verstappen, da Red Bull, ultrapassou Lewis Hamilton, da Mercedes, na última volta, venceu o GP de Abu Dhabi e se sagrou campeão da Fórmula 1 pela primeira vez na carreira. Carlos Sainz (Ferrari) completou o pódio.

    Verstappen e Hamilton estavam empatados com 369,5 pontos antes da corrida de hoje, com o holandês em vantagem por ter mais vitórias. Quem chegasse à frente em Abu Dhabi ficaria com o título. Melhor para Verstappen.

    O título estava nas mãos de Hamilton, mas o safety car entrou na pista nas voltas finais após batida de Nicholas Latifi (Williams) e permitiu que o holandês se aproxima-se do britânico. Na liberação da pista, o piloto da Red Bull atacou a Mercedes na última volta, passou o rival e foi ao delírio.

    Verstappen ainda acabou com a sequência de títulos de Hamilton, que foi campeão nas últimas quatro temporadas. A F1 vê o título ficar com um piloto que não é da Mercedes pela primeira vez desde 2013. De 2014 para cá, só Hamilton e Nico Rosberg, ambos da equipe alemã, foram campeões.

    A corrida em Abu Dhabi contou com 19 carros, e não 20, porque Nikita Mazepin (Haas) testou positivo para a covid-19, está isolado e não largou.

    Largada turbulenta
    Hamilton parecia largar em desvantagem com pneus médios, mas o britânico utrapassou Verstappen, com pneus macios, e virou em primeiro logo na primeira curva. O holandês deu o troco pouco depois, jogou o carro para cima do rival, e os dois quase se tocaram. O piloto da Mercedes foi para fora da pista e voltou à frente da Red Bull. Verstappen reclamou, e os comissários decidiram que Hamilton não precisaria ceder a posição ao holandês, apenas devolver a vantagem ao rival.

    Entre os demais pilotos, Sergio Pérez (Red Bull) largou bem e pulou para terceiro, enquanto Lando Norris (McLaren) foi mal ao largar em terceiro e caiu para quinto. Já a outra Mercedes, de Valtteri Bottas, caiu de sexto para oitavo.

    Hamilton abre vantagem
    Verstappen começou a reclamar do desgaste dos pneus macios antes da décima volta, enquanto Hamilton foi ampliando cada vez mais a vantagem. Na volta 13, o britânico estava mais de cinco segundos à frente do holandês.

    Verstappen parou na volta 14, colocou pneus duros em um pit stop de 2s1 e voltou em quinto. Já Hamilton foi para os boxes na volta seguinte, também escolheu pneus duros em um pit stop de 2s4, e retornou em segundo, atrás de Pérez. O holandês tomou a terceira posição na volta 18 após briga de posiçao com Carlos Sainz (Ferrari).

    Disputa franca Hamilton x Pérez
    A Red Bull falou no rádio de Pérez para o mexicano colocar em prática o “plano B” e logo ficou claro o que era o plano B. O mexicano, então, deixou Hamilton se aproximar e dificultou a vida do britânico. Eles trocaram posições em uma disputa franca, o que favoreceu Verstappen. O holandês aproveitou para se aproximar de Hamilton.

    Depois de muita briga, o piloto da Mercedes conseguiu se manter à frente, enquanto Pérez cedeu sua posição a Verstappen, que agradeceu o companheiro de equipe por todo o suporte. “Checo é uma lenda”, disse o holandês.

    Fim melancólico para Raikkonen
    Kimi Raikkonen se despediu da Fórmula 1 de maneira melancólica. O finlandês da Alfa Romeo abandonou a prova na volta 27 com problemas no freio. Quem também abandonou com problemas no carro foi George Russell (Williams).

    “Curtir as férias boas com a família e curtir a vida”, disse Raikkonen à Band.

    Red Bull arrisca e vai para o tudo ou nada
    Na volta 36, Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) parou, e o safety car virtual foi acionado. A Red Bull aproveitou para arriscar e chamou Verstappen para os boxes na volta 37. O holandês veio com pneus duros para o tudo ou nada, assim como Pérez.

    A corrida retomou com bandeira verde pouco depois, com Verstappen diminuindo cada vez mais a diferença em relação à Hamilton. Os dois estavam separados por 17 segundos na primeira volta do holandês com pneus novos.

    A Mercedes avisou o britânico que o holandês precisava tirar 0,8s por volta para chegar em Hamilton antes da bandeirada, o que era muito improvável.

    Safety muda tudo!
    A vitória de Hamilton parecia encaminhada até a 53ª volta de 58, quando Nicholas Latifi (Williams) bateu após disputa com Mick Schumacer (Hass), e o safety car foi para a pista.

    Hamilton esbravejou no rádio, e Verstappen foi para os boxes colocar pneus macios. A Mercedes não mandou o britânico para os boxes.

    F1: Verstappen passa Hamilton na última volta e é campeão
    Verstappen e Hamilton se cumprimentam após a corrida

    A Red Bull questionou os comissários, que permitiram que o holandês passasse o tráfego entre ele e o britânico antes da retomada da corrida. Com a saída do safety car, Verstappen foi para cima de Hamilton na última volta, ultrapassou o rival e levou o título em um final absurdo.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Banca de Jornal

    Propaganda