Conecte-se conosco

Cidades

Estigma das doenças mentais no Brasil é tema da redação do Enem

Publicado

em

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desta edição é O Estigma Associado às Doenças Mentais na Sociedade Brasileira, conforme divulgou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os candidatos têm até as 19h para concluir as primeiras provas, aplicadas neste domingo (17).

A aplicação da versão impressa do Enem teve início hoje e a segunda prova será no próximo domingo. A prova de hoje começou a ser aplicada as 13h30 e os estudantes terão até as 19h para terminá-la.

Neste domingo, os participantes fazem as provas objetivas de linguagens e ciências humanas, com 45 questões cada, além da redação.

Correção
As redações do Enem são avaliadas em cinco competências, cada uma vale 200 pontos: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa; selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista; demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação; e elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Cada prova passa por dois corretores. Caso haja uma diferença de mais de 100 pontos em relação à nota total da prova ou de mais de 80 pontos em relação a alguma das competências, o texto passa, então, por um terceiro corretor. Se a diferença persistir, a prova é avaliada por uma banca composta por três professores, que atribuirá a nota final do participante.

Confira os temas das redações de anos anteriores:
Enem 2009: O indivíduo frente à ética nacional
Enem 2010: O trabalho na construção da dignidade humana
Enem 2011: Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado
Enem 2012: O movimento imigratório para o Brasil no século XXI
Enem 2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil
Enem 2014: Publicidade infantil em questão no Brasil
Enem 2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira
Enem 2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil e Caminhos para combater o racismo no Brasil – Neste ano houve duas aplicações regulares do exame.
Enem 2017: Desafios para formação educacional de surdos no Brasil
Enem 2018: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet
Enem 2019: Democratização do acesso ao cinema no Brasil

Enem
O Enem avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e questões das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. O Enem Digital 2020 será aplicado nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. No total, considerando as duas versões (impressa e digital), o Inep confirmou 5.783.357 inscrições para o Enem 2020.

Fonte: Agência Brasil

Cidades

Vigilância Sanitária e PM fiscalizam mais de 500 estabelecimentos em Teresina

Publicado

em

Desde que as fiscalizações realizadas pela Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa) foram intensificadas para averiguar o cumprimento do decreto estadual que define medidas restritivas como ação preventiva contra a Covid-19, os fiscais da Vigilância Sanitária têm orientado diariamente, trabalhadores, empresários e população em geral a respeito das determinações que visam conter a disseminação do novo coronavírus no estado.

A Divisa, em parceria com a Policia Militar e a Gerência de Vigilância Sanitária de Teresina (Gevisa), todos os dias tem percorrido os bairros de Teresina, incluindo a zona rural da capital, para fiscalizar os estabelecimentos e verificar se as medidas preventivas estão sendo cumpridas. A mesma ação é realizada em todo o estado pelas Vigilâncias Sanitárias municipais (Visas) em parceria com a PM.

Mais de 500 estabelecimentos já foram fiscalizados somente na capital nos últimos dias e, desse total, pouco mais de 20 foram notificados pela Vigilância Sanitária. “No início, havia uma resistência maior por parte dos donos de estabelecimentos, mas o que a gente tem observado nos últimos dias é que uma boa parte dessas pessoas tem cumprido o decreto”, disse a diretora da Divisa, Tatiana Chaves.

Para a gestora, o mais preocupante, neste momento, são as festas clandestinas, a maioria, sendo realizadas na zona rural de Teresina, com intuito de despistar as fiscalizações. “Infelizmente temos recebido muitas denuncias de festas clandestinas. Algumas pessoas insistem em infringir as medidas, que têm o único objetivo de salvar vidas e, com isso, acabam sobrecarregando ainda mais o nosso sistema de saúde”, destacou a diretora.

Além disso, os comportamentos individuais de famílias e grupos de amigos que realizam festas particulares, também têm sido um agravante para o aumento dos casos no Piauí. “E aqui a gente faz um apelo para consciência de cada cidadão, para que façam a sua parte e nos ajude a vencer essa doença que tanto tem maltratado e causado sofrimento a nossa população”, finalizou Tatiana Chaves.

Fonte: CCOM

Continue lendo

Cidades

Sesapi confirma 19 mortes 887 casos positivos de Covid-19 em 24h

Publicado

em

Nas últimas 24 horas foram registrados, no Piauí, 887 casos confirmados e 19 óbitos pela Covid-19, segundo os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, na noite desta segunda-feira (8).

Dos 887 casos confirmados da doença, 473 são mulheres e 414 são homens, com idades que variam de um a 103 anos.

Nove mulheres e dez homens não resistiram às complicações da Covid-19. Elas eram de Itaueira (64 anos), Jaicós (77 anos), Parnaíba (80 e 83 anos), Pedro II (76 anos), Porto Alegre do Piauí (56 anos) e Teresina (68, 76 e 87 anos). Os do sexo masculino eram de Alto Longá (77 anos), Aroazes (68 anos), Campo Maior (46 e 62 anos), Canto do Buriti (81 anos), Parnaíba (51 e 62 anos), Piripiri (77 anos) e Teresina (73 e 103 anos). Apenas uma das 19 vítimas não possuía comorbidades.

Os casos confirmados no estado somam 180.475 distribuídos em todos os municípios piauienses. Já os óbitos pelo novo coronavírus chegam a 3.504 e foram registrados em 212 municípios. Até agora, morreram 2.050 homens e 1.454 mulheres.

Dos leitos existentes na rede de saúde do Piauí para atendimento à Covid-19, há 879 ocupados, sendo 496 leitos clínicos, 301 UTIs e 82 em leitos de estabilização. As altas acumuladas somam 10.346 até o dia oito de março de 2021.

A Sesapi estima que 176.092 pessoas já estão recuperadas ou seguem em acompanhamento (casos registradas nos últimos 14 dias) que não necessitaram de internação ou evoluíram para morte.

Campanha de vacinação
Até o momento, o vacinômetro, ferramenta para acompanhar a evolução da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Piauí, aponta que 95.152 pessoas já receberam a primeira dose de vacina no estado e 26.469 a segunda dose.

Os dados são atualizados a cada 15 minutos a partir da inserção de registros no sistema de informação da campanha pelos estabelecimentos de saúde. 

O Painel de Monitoramento da Vacinação contra a Covid-19 pode ser acessado através do site www.saude.pi.gov.br.

Boletim emitido pela Sesapi

Da Redação

Continue lendo

Cidades

HUT destaca protagonismo feminino entre profissionais de saúde

Publicado

em

As mulheres são a principal força de trabalho da saúde, representando 65% de profissionais ocupados no setor público e privado. O dado é baseado no último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Piauí aparece em destaque como único Estado onde as mulheres são maioria em cargos gerenciais, cerca de 53% revela o estudo: Indicadores sociais das mulheres no Brasil também do IBGE.

Neste 08 de março, Dia Internacional da Mulher, o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) destaca o protagonismo feminino e suas experiências exitosas no Hospital.

A coordenadora do serviço de Fisioterapia, Daniela Vieira, é um desses exemplos, para ela “Quando temos amor pelo que fazemos nos tornamos mais humanos, olhamos para os pacientes como um ser completo que necessita além da nossa expertise técnica, de empatia, de palavras de incentivo e fé, pois a recuperação começa no momento que se quer isso pra si”.

O carinho que recebemos dos nossos pacientes nos motiva todos os dias. Andreza Sobral, também fisioterapeuta, desenvolveu a forma mais grave da Covid-19, foram dias difíceis, mas superados com a ajuda da equipe do HUT. “Jamais vou esquecer o que vocês fizeram por mim, eu não tinha noção do quanto vocês lutaram por mim até acordar e ver todos (médico, enfermeiras e fisioterapeutas) vibrando de alegria, ligando para minha família para comemorarmos, além da linda e emocionante surpresa na minha alta”. Publicou Andreza na sua rede social.

As restrições sanitárias devido à pandemia impõem novas formas de celebrar datas importantes, para Viviane Alves, responsável pela Unidade de Educação Continuada (UEC), “Mesmo com o distanciamento social, o importante é reforçar laços de afeto e criar maneiras de se fazer presente. Já que vivemos o “momento das lives” vamos usar esse recurso para conversar não só com os servidores do HUT, mas para toda a sociedade”.

A Unidade de Educação Continuada, responsável pelo evento “HUT Live Talks”, convidou o Psicólogo Eduardo Moita, especialista e mestre em saúde mental coletiva para ser o facilitador do tema: A mulher de destaque não precisa ser “uma Mulher Maravilha”.

Eduardo cita que “É preciso reverberar o papel social da mulher, que muitas vezes têm tripla jornada de trabalho e ela já entende isso, por isso é importante o homem também entender e colaborar com essa adequação social. O homem tem obrigação (e não favor) de dividir tarefas, e refletirmos sobre o nosso comportamento para com a mulher, porque tudo na vida acontece por mudança cultural e mudança cultural acontece por processo educacional”, finalizou.

Em parceria com o Conselho Regional de Enfermagem – Coren-PI, a enfermeira, chefe de núcleo da Fundação Municipal de Saúde, Roberta Berté abordará sobre: Mulheres líderes na área da saúde: conquistas e desafios. “A mulher tem uma capacidade de enxergar o diferente e traz uma riqueza muito grande para o sistema de saúde”, explica Roberta.

O primeiro “HUT Live Talks” será mediado pelo enfermeiro do HUT e coordenador de comunicação do Coren-PI, Wendel Marcos. As discussões dos temas ocorrem às 10h e às 19h30 desta segunda-feira, 08/03 no instagram: @HospitaldeUrgenciadeTeresina.



Fonte: Ascom/HUT

Continue lendo

Popular