Conecte-se conosco

    Política

    Deputado vai acionar o MPPI para resolver crise do transporte de Teresina

    Publicado

    em

    Deputado vai acionar o MPPI para resolver crise do transporte de Teresina

    O deputado estadual Franzé Silva (PT) afirmou nesta segunda-feira (21) que vai acionar o Ministério Público do Piauí (MPPI) para que resolva a crise do transporte público de Teresina.

    O parlamentar afirmou que já usou a tribuna da Alepi diversas vezes pedindo que o prefeito de Teresina, José Pessoa Leal, o “Dr. Pessoa” (MDB), resolva de fato a crise. Para ele, uma intervenção tem que ser feita, que sejam contratadas por emergência outras empresas.

    “Não dá para ficar nessa questão o tempo todo em que o Setut empurra para a prefeitura, a prefeitura empurra para o Setut e o povo fica na parada de ônibus, às vezes tendo que pagar Uber, tendo que pagar alternativo mais caro, sacrificando a economia, principalmente dos trabalhadores mais pobres”, afirmou.

    Segundo Franzé Silva, a não resolução do problema tem trazido diversos prejuízos à população.

    “O problema se estende, está causando desemprego. As pessoas estão perdendo o emprego porque não conseguem chegar ao seu ambiente de trabalho. […] Não chegam porque não queiram, não chegam porque o transporte coletivo não funciona”, disse.

    O deputado mencionou que conversou com o prefeito de Teresina e o vice-prefeito, Robert Rios, que argumentaram sobre as gratuidades, que provocam o desequilíbrio nos preços.

    “Coloco essa casa para fazer a discussão. Se for necessária uma lei para que seja revisada a questão das gratuidades a nível estadual, nós vamos discutir. Não pode é que categorias, por conta de privilégios, desequilibre o sistema”, garantiu Franzé Silva.

    O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho (MDB), afirmou que o governador Wellington Dias (PT) mostrou disponibilidade em ajudar.

    “Mas ele quer ajudar para resolver o problema em definitivo. Não ter mais problema de greve, paralisação. Ele está aberto a esse diálogo para dar a contribuição por parte do estado”.

    Motoristas e cobradores de ônibus entraram em greve nesta segunda-feira (21), em mais um episódio da crise no sistema de transporte coletivo da capital, que se arrasta desde o início de 2020.

    Com informações da Alepi

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular