Conecte-se conosco

    Artigos

    Artigo – Consciência mundana! O que é a consciência?

    Publicado

    em

    O que é mesmo a consciência? De acordo com informações públicas Consciência é o termo que significa conhecimento, percepção, honestidade. Também pode revelar a noção dos estímulos à volta de um indivíduo que confirmam a sua existência. A consciência também está relacionada com o sentido de moralidade e de dever, pois é a noção das próprias ações ou sentimentos internos no momento em que essas ações são executadas. O que nos leva a escrever sobre este tema? Eles possuem consciência? Quem? Os inescrupulosos, os ladrões do erário público, os vendilhões do templo do senhor? Tudo indica que não! A máxima que prevalece seria a dos meios justificam os fins? Não importa as viagens que façam? Imóveis, carros do ano, apartamentos luxuosos, sítios, chácaras tudo isso “comprado” com o dinheirinho dos pobres não produz a chamada dor de consciência?

    O velho e bom amigo Jesuíta Padre Florêncio, SJ, costumava dizer que consciência é pra quem tem. Consciência meu “filho” não é pra todo mundo não! Mas fique tranquilo: Eles morrem. Eles não virarão pedras não. A vida de luxo não dura pra sempre! Como alguém consegue usufruir de prazeres mundanos sabendo que o dinheiro dos seus prazeres produziria educação de qualidade? Sabendo que o dinheiro (“desviado, roubado do erário ou das velhinhas pobres cristãs”) renderia saúde de qualidade? Consciência Mundana não produz consciência do divino? Esse “negócio de Deus” é coisa pra gentinha costumam dizer nos bastidores? Os últimos serão os primeiros é coisa de abestado, idiotas e tolos?

    E esse “negócio” de céu e inferno? Que nada! O que importa são as “orgias” em Israel e na Jordânia? E as “orgias” no México, Cuba e Paris? Pra cada viagem existe um “casal de amigos” ou “novos casais de namorados”? Consciência Mundana não provoca dores! O importante é o viver. Viver até quando os ossos não agüentarem mais. Ultimamente tomam muitos remédios pra rejuvenescer? Os “camaradas” amigos da “Medicina” já dizem: não podemos fazer mais nada; a velhice chegou. Agüenta firme; daqui pra frente estarão nas mãos do Deus que sempre expuseram e não acreditavam? Tá vendo!

    Vejam o que diz J. C. Ryle (um Anglicano, filho de banqueiros e que se converteu a Cristo Jesus; Deus): Em último lugar, devemos ser santos porque sem a santidade na terra nunca estaremos preparados para desfrutar do céu. O céu é um lugar santo. O Senhor do céu é um Ser santo. Os anjos são criaturas santas. A santidade está estampada em tudo quanto existe no céu. O livro de Apocalipse expressa: “Nela nunca, JAMAIS penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira!” (Ap 21.27). Apelo solenemente a todos quantos lêem essas páginas: como poderemos nos sentir felizes e à vontade no céu, se morrermos destituídos de santidade? A morte não opera automaticamente alguma transformação. O sepulcro não impõe qualquer alteração. Cada indivíduo haverá de ressuscitar com o mesmo caráter com que deu seu último suspiro. Onde será o nosso lugar, se vivermos hoje estranhos à santidade? Mas já possuem o céu?

    Não. Estão nas mãos de Cristo Jesus; Deus. Santidade deve ser evidenciada e não meramente falada, exposta. Que Deus tenha misericórdia? Cristo Jesus; Deus é bom, justo e fiel, mas não se pode brincar com Ele (Cristo Jesus; Deus). Consciência Mundana destrói!

    Por Josenildo Melo

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular