Conecte-se conosco

Esporte

Cássio diz aceitar críticas, mas foca no futuro do Corinthians em 2020

Publicado

em

Apontado como um dos responsáveis pela eliminação precoce do Corinthians na Copa Libertadores por conta de uma suposta falha no gol do Guaraní-PAR, o goleiro Cássio afirmou não se irritar com as críticas e pediu que a equipe vire a chave e foque no Campeonato Paulista. O arqueiro, ídolo da Fiel, falou sobre a importância de uma boa atuação no sábado, contra o São Paulo, para que o Timão tenha dias mais tranquilos.

“Pressão sempre vai haver, clássico é diferente, tem rivalidade, há pressão. A gente vem de eliminação, que já ficou para trás, não tem sentido ficar remoendo. Quando a gente ganha título também não se acomoda e olha para frente. Da mesma maneira ao ser eliminado, já foi, não vai voltar, temos que tirar as coisas positivas, modelo novo de trabalho, o time vem assimilando bem, nova postura, novo jeito de jogar, mérito do Tiago, há muito tempo o corintiano não via esse estilo. Quando você faz o time crescer em qualidade, você vê, estamos confiantes para os próximos campeonatos em busca de títulos”, afirmou o dono da camisa 12 do Corinthians, já projetando o Majestoso deste fim de semana.

Questionado sobre o lance que determinou a eliminação alvinegra da Copa Libertadores, Cássio não se esquivou e disse aceitar as críticas recebidas. O goleiro, no entanto, afirmou não remoer a queda para o Guaraní, do Paraguai, e está focado no futuro do Corinthians nesta temporada, já que não é mais possível disputar o principal torneio de clubes do futebol sul-americano.

“Já acabou. Vai voltar? Não vai voltar. Tem que ter maturidade. Quando faço as defesas, não acho que sou o responsável pelo time ser campeão. Crítica é normal, vem pelo nível de atuações que eu tive. Quando acontece, acham que toda bola vou defender. Fico feliz pela confiança, respeito todo mundo, tenho minha autocrítica, isso é do passado. Quando sou elogiado não me empolgo, e quando há crítica não acho que sou o pior. Já tenho maturidade suficiente, sou um cara bem tranquilo”, respondeu o goleiro.

“Jogo num time grande, o Corinthians briga por títulos e por vitórias sempre, vejo não só eu, mas toda equipe pensando lá na frente, em nosso futuro. É seguir trabalhando e vida que segue, temos que pensar no clássico, em vencer para dar sequência ao nosso trabalho”, finalizou Cássio.

Neste sábado, às 19h, o Corinthians visita o São Paulo, no Morumbi, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Paulista. O Timão está pressionado após a queda precoce na Copa Libertadores e precisa demonstrar reação neste início de temporada. Por isso, o Majestoso ganha proporções gigantes para o clube do Parque São Jorge.

Fonte: Folhapress
Imagem: Gabriel Carneiro/UOL

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Renato é demitido do Grêmio após queda na Libertadores

Publicado

em

A mais gloriosa passagem de Renato Portaluppi pelo Grêmio como treinador chegou ao fim. Em exatos 1670 dias, o maior ídolo da história do clube recolocou o Tricolor na rota dos títulos importantes depois de um hiato de 15 anos. Porém, não resistiu aos insucessos recentes, que culminaram com a eliminação na 3ª fase da Libertadores, mesmo que esteja afastado por estar com Covid-19.

Na terceira vez em que comandou o Grêmio, Renato conquistou Libertadores, Recopa, Copa do Brasil, três Gauchões, empilhou uma supremacia no clássico Gre-Nal e ainda ganhou a desejada estátua. Mas não foram apenas períodos de glória. Houve eliminações, polêmicas e outros momentos delicados.

Nesta sexta-feira, Renato irá fazer um exame RT-PCR. Se testar negativo, deve ir ao CT Luiz Carvalho nos próximos dias para ter um último contato com jogadores e funcionários do clube. E ruma ao Rio de Janeiro no começo da próxima semana.

Fonte: globo.com

Continue lendo

Esporte

4 de Julho-PI elimina o Cuiabá nos pênaltis e avança na Copa do Brasil

Publicado

em

O 4 de Julho eliminou Cuiabá da Copa do Brasil. O jogo foi realizado no estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina, na noite desta quinta-feira (15). No tempo norma, as duas equipes empataram em 0 a 0 e e jogo foi decidido nas penalidades.

Com o chute de Marllon parando nas mãos do goleiro Jaílson, do time piauiense, o 4 de Julho vence, avança para a terceira fase da Copa do Brasil e ainda leva pra casa R$ 1,7 milhão. Na próxima fase, o Colorado enfrenta o América Mineiro.

Próximos jogos
O Cuiabá joga no domingo (18) contra o Dom Bosco pela 9ª rodada do Campeonato Mato-Grossense competição. Já o 4 de julho enfrenta o Picos na Arena Colorada.

Escalações
4 de Julho-PI: Jailson; André, Marcelo, Gilmar Bahia, Chico Bala; Vitor Recife, Edinaldo; Hiltinho; Ted Love, Etinho e Esquerdinha. Técnico: Flávio Araújo.

Cuiabá: Walter; Lucas Ramon, Marilon, Anderson Conceição, Uendel; Auremir, Rafael Gava; Elvis; Jonathan Cafu, Elton (Josiel). Técnico Auxiliar: Fernando Medeiros.

Da Redação
Foto: Reprodução

Continue lendo

Esporte

Vasco vence o Flamengo por 3 a 1 pelo Carioca

Publicado

em

Em clássico realizado na noite de quinta-feirae (15), no Maracanã, o Vasco venceu o Flamengo por 3 a 1, e se aproximou do G4 do Campeonato Carioca. Os gols do triunfo foram marcados por Leo Matos, Cano, que marcou neste confronto pela primeira vez, e Morato. Vitinho descontou.

Com o resultado, o Cruz-Maltino chegou a 13 pontos, mantendo ainda chances de classificação à semifinal do Estadual. O Rubro-Negro se mantém com 19, na segunda colocação, atrás do Volta Redonda, que tem 20 pontos.

A vitória fez o time de São Januário dar fim a um recente retrospecto negativo frente ao rival. O último triunfo havia sido em abril de 2016, por 2 a 1, em duelo válido pelo Estadual. De lá para cá, até esta noite, tinham sido 17 jogos, com nove empates e oito triunfos da equipe da Gávea.

O Vasco abriu o placar ainda no começo da partida. Em cobrança de escanteio de Zeca, Leo Matos subiu e, de cabeça, balançou a rede. A bola área, que vinha sendo um problema defensivo da equipe cruz-maltina, desta vez, foi favorável no ataque.

Estratégias diferentes
Enquanto o Flamengo tinha mais a posse de bola e conseguia impor um bom volume de jogo no campo de ataque, o Vasco ficava mais postado e apostava nas saídas em velocidade.

Fonte: Folhapress

Continue lendo

Popular