Bloquinhos reúnem milhares de foliões no Carnaval de Teresina

A Prefeitura de Teresina (PMT), por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), apoia eventos gratuitos no Carnaval em todas as suas zonas da cidade. Ao todo, 30 bloquinhos foram beneficiados para animar o folião nesta edição do Carnaval, fato que vem contribuindo de forma direta com o engrandecimento da cultura e da economia local, e claro, mostrando o compromisso da atual gestão com o povo teresinense, que passaram dois anos sem poder brincar a festa mais popular do país.

Feliz com a forte presença do público nos bloquinhos neste primeiro dia de Carnaval, o presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela, disse estar feliz com o resultado obtido ontem (18/02), onde famílias e grupos de amigos se uniram para brincar de forma saudável e comemorar o retorno das atividades carnavalescas. O gestor da pasta da cultura disse ainda que pela primeira vez, após longos anos, a capital piauiense voltou a ter uma festa de Carnaval que prendesse o folião na cidade, fato que segundo ele, é o resultado de uma boa gestão cultural.

“Estamos fazendo cultura de forma alinhada com o povo, isso atendendo a uma orientação do prefeito Dr. Pessoa, que sempre vem nos cobrando novidades e responsabilidade com o povo teresinense, que há anos vinha cobrando mudanças no Carnaval da capital. Começamos a mudar pelas prévias, onde levamos animação para várias comunidades, mas também realizamos os concursos carnavalescos e a tão elogiada Pranchinha, que durante quatro finais de semanas, arrastou uma multidão na Avenida Raul Lopes”, disse ele, enfatizando ainda que o Corso deste ano também foi reformulado e aprovado pela população.

Na zona Leste de Teresina a animação ficou por conta do Bloco Capote da Madrugada, o mesmo reuniu nomes da música local, deixando a Avenida Dom Severino pequena para tanta gente e mostrando que é possível ter eventos com grande público apenas contratando artistas locais. João Furtado, dirigente do Capote da Madrugada, disse que o foliões consolidaram o bloco como a estrela da abertura do Carnaval de Teresina, isso ele levando em conta a multidão que acompanhou o desfile e as atrações musicais, que por sinal, foi o bloco que mais reuniu foliões neste primeiro dia de Folia de Momo.

“Tivemos aqui grandes atrações locais, mas a festa maior foi feita pelos milhares de teresinenses que mais uma vez compareceram ao nosso tradicional evento de Carnaval. Queria aqui destacar o importante papel da gestão municipal na reconstrução dos blocos carnavalescos, pois sem o apoio que estamos recebendo, não teríamos como colocar o bloco na rua com toda essa estrutura e organização”, disse João Furtado, que também se mostrou muito feliz com o retorno do Carnaval de Teresina.

Na zona Norte os moradores se dividiram entre os blocos Base e Salve Rainha, ambos no bairro Centro, o bloco Chepeiros no bairro São Joaquim, e ainda o tradicionalíssimo bloco Lisossomos, no bairro Marquês, que reuniu centenas de pessoas na Rua Jônatas Batista. De acordo com Alex Galvão, organizador do Lisossomos, a festa na comunidade começou há 23 anos atrás, quando um grupo de músicos amigos, resolveram se unir para gerar opção cultural para a comunidade durante o Carnaval. Ele contou ainda que o apoio da gestão municipal na descentralização das atividades culturais, fortalece os movimentos espalhados pela cidade, principalmente as pequenas iniciativas, que de acordo com ele, antes não tinham o olhar público.

“Retornamos o Carnaval com casa cheia e com a alegria de ver os gestores olhando e preservando a nossa cultura. Estamos otimistas e claro, já de olho no Carnaval de 2024, pois sabemos que não se faz uma grande festa como essa, planejando apenas em um curto espaço de tempo”, comentou Alex Galvão, afirmando que ficou surpreso com o grande público que compareceu a noite de folia do Lisossomos.

A programação Carnavalesca de Teresina segue até a proxima terça-feira (21/02), quando os demais blocos deverão se apresentar por toda a cidade. Estes blocos foram selecionados por meio de edital, e estão recebendo investimentos que variam entre R$ 3 mil e R$ 15 mil reais, sendo o maior investimento já feito neste setor.

Toda a programação dos blocos pode ser consultada no site da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, o cultura.pmt.pi.gov.br. Os vídeos e fotos mostrando os melhores momentos do blocos também estão disponíveis na página cultura_the no Instagram, onde a população também pode acompanhar toda a programação carnavalesca da capital.

Fonte: Semcom
Foto: Divulgação

relacionadas

talvez você goste