Conecte-se conosco

Esporte

Band encaminha acordo para ter Fórmula 1 até 2022. Veja detalhes

Publicado

em

A Band está com tudo encaminhado para anunciar nos próximos dias um acordo de transmissão para exibir a Fórmula 1 até 2022. A emissora tem conversas avançadas com a Liberty Media, detentora dos direitos internacionais, e trabalha para resolver algumas pendências que faltam para anunciar o contrato.

Anunciantes históricos da categoria na Globo, que desistiu ontem da F1, já foram consultados. Conforme o blog revelou ontem (5). a Band abriu negociação para ter a Fórmula no início desta semana.

Transmissão multiplataforma e lucros divididos
A proposta é por dois anos de contrato para transmissões em diversas plataformas – TV aberta, internet e rádio. Band e Liberty dividirão os lucros das cotas adquiridas por patrocinadores. O fato agradou bastante à Liberty Media, que não queria abrir mão da exibição de corridas em uma rede aberta por conta da exposição que a categoria desfruta no Brasil há décadas.

Para viabilizar o negócio, a Band já começou a conversar com pessoas do mercado publicitário. A Renault, montadora que tem equipe na Fórmula 1 e patrocina transmissões na Globo desde 2007, foi uma das marcas procuradas que já sinalizou interesse pelo projeto. Ainda faltam questões burocráticas para resolver entre as duas partes, e as empresas ainda avaliam também como anunciar a parceria.

Procurada pelo blog, a Band confirma as negociações com a Fórmula 1, mas indica que ainda não tem contrato firmado: “A Band afirma que, a exemplo de outras emissoras, também está mantendo contato com a Fórmula 1, mas não há nenhum contrato assinado por enquanto. As negociações estão acontecendo. Caso haja um acordo, a emissora emitirá um comunicado oficial”.

Última F1 na Band teve Galvão Bueno
Caso o desfecho seja positivo, este pode ser o retorno da Band para a categoria após 41 anos. Em 1980, a emissora foi licenciada pela Globo para exibir o campeonato mundial de pilotos e mostrou sozinha a primeira vitória de Nelson Piquet —no ano seguinte, o brasileiro seria campeão pela primeira vez.

Quem narrou a categoria naquele ano pela Band foi Galvão Bueno. No ano seguinte, devido ao desempenho elogiado, o profissional acabou contratado pela Globo.

A Liberty também estuda lançar no Brasil a sua plataforma de streaming, a F1 TV Pro. O serviço promete cobertura detalhada mediante pagamento de uma assinatura mensal. O grupo estrangeiro não abria mão dessa vertente de negócio para conversar com uma televisão no país. Com a Globo, a Liberty Media entende que esse objetivo em particular não seria viável.

Fonte: Folhapress

Banca de Jornal

Propaganda