Conecte-se conosco

    Internacional

    Atirador mata 18 crianças e 3 adultos em novo massacre em escola no EUA

    Publicado

    em

    Atirador mata 18 crianças e 3 adultos em novo massacre em escola no EUA

    Pelo menos 18 crianças, um professor e um adulto não identificado morreram após um atirador fazer diversos disparos, na tarde de hoje, na Robb Elementary School, uma escola localizada na cidade de Uvalde, no Texas (EUA). Elas chegaram a ser socorridas a um hospital local, mas não resistiram aos ferimentos. Múltiplos feridos estão sendo atendidos em duas unidades de saúde da região. O criminoso, um rapaz de 18 anos que estudava no colégio, foi morto durante a ação.

    O número de mortos foi atualizado na noite desta terça-feira (24) após pronunciamento do senador Roland Gutierrez, que repassou à imprensa norte-americana a atividade policial no caso até o momento.

    O crime teve início por volta das 11h (horário local), dois dias antes do encerramento das aulas no distrito, que celebraria a formatura deste ano na próxima sexta-feira (27). A unidade de ensino entrou em lockdown logo após serem ouvidos os primeiros disparos.

    As informações foram confirmadas pelo hospital da cidade, pelo CEO Tom Nordiwick, ao canal norte-americano ABC News e à agência de notícias AFP. Ainda não há identificação das vítimas do episódio até o momento. Em rápido pronunciamento no início da noite de hoje, a polícia local informou que o criminoso agiu sozinho e que as crianças mortas seriam dos segundo, terceiro e quarto anos do ensino básico e tinham entre 7 e 10 anos.

    A polícia de Uvalde chegou a anunciar a prisão do suspeito, às 13h06 de hoje. Minutos mais tarde, em pronunciamento, o governador do Texas, Greg Abbott, identificou o atirador como sendo o estudante Salvador Ramos, de 18 anos, e alegou que ele foi baleado e morto durante o episódio.

    Quando os pais deixam as crianças na escola eles esperam buscar os filhos de volta quando as aulas acabarem. Há famílias enlutadas agora. O estado do Texas está de luto junto a elas, diante da realidade de que esses pais não poderão buscar seus filhos na escola.

    Reação
    Na noite de hoje, a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, se pronunciou sobre o caso dizendo que “toda vez que uma tragédia como essa acontece, nosso coração parte, mas, ainda assim, continua acontecendo. Já chega”.

    O caso começa a pautar as discussões no país como um todo, envolvendo inclusive o presidente Joe Biden, cuja agenda inclui uma revisão nas regras de controle de armas de fogo nos Estados Unidos. Em pronunciamento à nação, o presidente, falando da Casa Branca, disse que “perder um filho é como ter um pedaço de sua alma arrancado”. “Há um vazio no seu peito e você sente que será sugado por ele. Nada mais é o mesmo”, resumiu, antes de dizer que “é preciso fazer mais” e pedindo urgência aos legisladores.

    O senador de Connecticut Chris Murphy se pronunciou aos colegas para questioná-los o que eles estariam fazendo no Congresso se não se envolvem para impedir a ação de atiradores em escolas — foi em Connecticut que, em 2012, 26 pessoas foram mortas em um ataque à escola Sandy Hook Elementary School.

    Fonte: Folhapress

    Propaganda
    Clique para comentar

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Propaganda

    Banca de Jornal

    Propaganda

    Popular